Polícia

‘Oficial da Marinha americana’ teria enganado homem de MS para liberar 1,4 milhão de dólares

Para supostamente liberar 1,4 milhão de dólares que estavam retidos em uma mala no aeroporto de Guarulhos (SP), um morador de Costa Rica, cidade a 384 quilômetros de Campo Grande, perdeu R$ 5,8 mil. Ele só descobriu que caiu em um golpe na sexta-feira (30) ao pedir dinheiro emprestado na prefeitura da cidade. A Polícia […]

Dayene Paz Publicado em 01/11/2020, às 08h14 - Atualizado às 15h29

Caso já está sendo apurado pela Polícia Civil. Imagem: MS Todo Dia
Caso já está sendo apurado pela Polícia Civil. Imagem: MS Todo Dia - Caso já está sendo apurado pela Polícia Civil. Imagem: MS Todo Dia

Para supostamente liberar 1,4 milhão de dólares que estavam retidos em uma mala no aeroporto de Guarulhos (SP), um morador de Costa Rica, cidade a 384 quilômetros de Campo Grande, perdeu R$ 5,8 mil. Ele só descobriu que caiu em um golpe na sexta-feira (30) ao pedir dinheiro emprestado na prefeitura da cidade. A Polícia Civil foi acionada e apura o caso de estelionato.

O delegado em Costa Rica, Gustavo Mendes, informou que tudo começou com um relacionamento virtual que o homem passou a ter com uma suposta oficial da Marinha americana. “A mulher entrou em contato com ele via Facebook, com a foto de perfil de uma oficial da Marinha americana. Eles começaram a trocar mensagens, até que começaram a manter um relacionamento amoroso virtual”, conta.

Durante a troca de mensagens, a ‘oficial’ disse que em novembro terminaria a missão em que estava na Ásia e que queria conhecer o Brasil, sobretudo Costa Rica. Ela afirmou ao homem que tinha o objetivo de morar na cidade, constituir família e fazer investimentos. De acordo com o site MS Todo Dia, a partir daí, começou a solicitar dinheiro ao homem, afirmando que seria para liberação de 1,4 milhão de dólares.

“A suposta oficial afirmou que juntou esse dinheiro em toda vida de serviço e iria encaminhar para ele, via mala diplomática, para que ele pudesse começar a fazer os investimentos aqui”, destaca Mendes. No entanto, para isso, o morador teria que pagar R$ 5,8 mil para o transporte desse valor. “Ele fez esse depósito na quinta-feira. Na sexta ela entrou em contato com ele, dizendo que a mala foi retida no aeroporto de Guarulhos e que seria necessário pagar R$ 14,5 mil para retirar o dinheiro, valor de impostos”, explica Gustavo Mendes.

Sem o valor, o homem recorreu à prefeitura de Costa Rica, onde solicitou os mais de R$ 14 mil emprestados. Segundo ele, caso fosse feito o empréstimo, depois restituiria 100 mil dólares ao prefeito pela ‘ajuda’. Após esse pedido, a Polícia Civil foi acionada e o homem conduzido para a delegacia. “Uma pessoa simples, aparentemente mais uma vítima de um golpe”, finaliza Mendes.

O caso foi registrado como estelionato e já está sob investigação pela delegacia de Costa Rica.

Jornal Midiamax