Polícia

Embriagaram a vítima: Envolvidos em estupro coletivo de adolescente são condenados

Foram condenados a 10 anos de prisão e mais dois anos de detenção os três homens que embriagaram uma adolescente de 16 anos e depois a estupraram. Os fatos ocorreram em julho de 2018, na cidade de Miranda, a 203 quilômetros de Campo Grande, numa boa em construção que pertencia a um dos réus. Eles […]

Renan Nucci Publicado em 09/06/2020, às 14h57 - Atualizado em 10/06/2020, às 09h49

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

Foram condenados a 10 anos de prisão e mais dois anos de detenção os três homens que embriagaram uma adolescente de 16 anos e depois a estupraram. Os fatos ocorreram em julho de 2018, na cidade de Miranda, a 203 quilômetros de Campo Grande, numa boa em construção que pertencia a um dos réus. Eles forneceram à vítima caipirinha, catuaba e cerveja, e depois a violentaram.

A sentença é resultado de investigação conduzida pela Polícia Civil. Conforme noticiado, amigos sentiram falta da vítima na festa e foram procurá-la, ocasião em que perceberam movimentação estranha em um dos cômodos do local. Eles então arrombaram a porta, ocasião em que encontraram a vítima desacordada, sendo abusada pelos autores. Ela foi socorrida e encaminhada para atendimento médico.

Após diversas investigações, realização de perícias no local, laudo de exame de corpo de delito e solicitação de exame de material genético, os autores foram indiciados pelos crimes de estupro de vulnerável coletivo, bem como de fornecer bebida alcoólica a adolescente. Em primeira instância, dois dos envolvidos foram absolvidos pelo crime de estupro de vulnerável. 

Todavia, em maio deste 2020, o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) reformou a decisão de primeira instância, condenando todos os três envolvidos tanto pelo crime de fornecer bebida alcoólica a adolescente, bem como de estupro de vulnerável, tendo como fundamento, as investigações da Delegacia de Polícia Civil de Miranda.

Jornal Midiamax