Polícia

Em dois meses, traficantes fomentaram 50 furtos e operação prendeu 7 envolvidos

A Polícia Civil deflagrou nesta sexta-feira (11), em Caarapó, município localizado na rota de fronteira com o Paraguai, a 273 quilômetros de Campo Grande, a Operação Tártaro, para desarticular esquema de tráfico de drogas. Para sustentar o vício, usuários cometeram 50 furtos em dois meses. Sete pessoas foram presas. Durante investigações, os policiais constataram que […]

Renan Nucci Publicado em 11/12/2020, às 16h22

Objetos apreendidos durante a operação. Foto: Divulgação
Objetos apreendidos durante a operação. Foto: Divulgação - Objetos apreendidos durante a operação. Foto: Divulgação

A Polícia Civil deflagrou nesta sexta-feira (11), em Caarapó, município localizado na rota de fronteira com o Paraguai, a 273 quilômetros de Campo Grande, a Operação Tártaro, para desarticular esquema de tráfico de drogas. Para sustentar o vício, usuários cometeram 50 furtos em dois meses. Sete pessoas foram presas.

Durante investigações, os policiais constataram que um grupo de traficantes receptava produtos furtados em troca de drogas, motivo pelo qual fomentavam vários tipos de furto. Ao todo, foram registrados ao menos 50 crimes correlatos ocorridos entre os meses de outubro e novembro, envolvendo dependentes químicos.

Como as bocas de fumo seguiam ativas, a Polícia Civil deflagrou a operação para cumprimento de três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão. Prestaram apoio equipes das Delegacias de Juti, Regional de Fátima do Sul, de Laguna Caarapã, Polícia Militar de Caarapó e equipe de operações com cães de Dourados.

Foram apreendidas 165 pedras de crack, 9 gramas de cocaína, mais de R$ 5 mil em dinheiro, dois revólveres calibre 38 com aproximadamente 30 munições, um veículo, vários petrechos de preparação dos entorpecentes, além de diversos produtos de origem ilícita (furtos e roubos). Sete pessoas foram presas, sendo seis em flagrante.

Jornal Midiamax