Polícia

Durante operação contra corrupção, esposa de ex-secretário de obras é presa com arma ilegal

Foi presa a esposa de 36 anos do ex-secretário de Obras Paulo Roberto Santana, em Ribas do Rio Pardo a 90 quilômetros de Campo Grande, durante a deflagração da Operação Combustão pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), contra corrupção e o prefeito da cidade Paulo Cesar Lima Silveira (DEM), que […]

Thatiana Melo Publicado em 12/05/2020, às 11h08 - Atualizado às 14h52

(Foto: Rio Pardo News)
(Foto: Rio Pardo News) - (Foto: Rio Pardo News)

Foi presa a esposa de 36 anos do ex-secretário de Obras Paulo Roberto Santana, em Ribas do Rio Pardo a 90 quilômetros de Campo Grande, durante a deflagração da Operação Combustão pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), contra corrupção e o prefeito da cidade Paulo Cesar Lima Silveira (DEM), que já teve a casa vistoriada pelos agentes.

A esposa do empresário e ex-secretário de Obras foi presa quando a polícia encontrou no cofre do casal, que estava no quarto, um revólver calibre 38, e seis munições intactas. Ela disse no momento de sua prisão ao delegado Bruno Santacatharina, que a arma e as munições seriam herança do sogro.

O ex-secretário não foi preso já que está em Campo Grande a trabalho, mas deve se apresentar ainda nesta terça-feira (12), na delegacia acompanhado de um advogado. Foram cumpridos 17 mandados de busca e apreensão em Ribas do Rio Pardo, Campo Grande, São Gabriel do Oeste e Dourados. Outro funcionário da prefeitura foi preso, após ser encontrada na casa dele uma arma.

Também foram alvos o empresário Rinaldo Nunes; o ex-secretário de Administração, Aníbal Júnior. As equipes ainda foram ao posto de combustíveis do empresário, que já foi preso anteriormente na ‘farra das diárias’. A investigação apura o desvio de recursos públicos na execução de contratos de aquisição de combustíveis, realizado por meio de abastecimentos fraudulentos e retiradas de valores em espécie em posto integrante do núcleo criminoso.

Jornal Midiamax