Polícia

Na madrugada, festas desrespeitam toque de recolher e até revólver é encontrado em banheiro

O último domingo (6) com o toque de recolher iniciando à 00h, 803 pessoas foram abordadas pela GCM (Guarda Civil Metropolitana) e 23 estabelecimentos comerciais vistoriados. Entre eles, festas clandestinas que desrespeitavam  medida de segurança contra a Covid-19. Em uma delas, foi encontrado um revólver calibre .38 com cinco munições, além de drogas. Ao todo […]

Danielle Errobidarte Publicado em 06/12/2020, às 09h54 - Atualizado às 10h22

As duas festas tinham cerca de 400 pessoas. (Foto: Divulgação/GCM)
As duas festas tinham cerca de 400 pessoas. (Foto: Divulgação/GCM) - As duas festas tinham cerca de 400 pessoas. (Foto: Divulgação/GCM)

O último domingo (6) com o toque de recolher iniciando à 00h, 803 pessoas foram abordadas pela GCM (Guarda Civil Metropolitana) e 23 estabelecimentos comerciais vistoriados. Entre eles, festas clandestinas que desrespeitavam  medida de segurança contra a Covid-19. Em uma delas, foi encontrado um revólver calibre .38 com cinco munições, além de drogas.

Ao todo o disque denúncia, através do número 153, recebeu 155 ligações. Já a vigilância sanitária vistoriou 214 locais e atendeu sete reclamações. Uma das denúncias era de aglomeração no Jardim Noroeste, onde 100 pessoas participavam de uma festa. No local, por volta da 00h, os guardas encontraram um revólver calibre .38, com cinco munições intactas e porções de maconha. O material foi recolhido e a arma estava abandonada, não sendo possível identificar nem o dono do revólver nem o responsável pela festa.

Outroevento, em uma chácara na saída para São Paulo, na BR-163, próximo ao Aeroporto Teruel, 300 pessoas foram orientadas a voltarem para suas casas. Novamente, não foi encontrado o responsável pela festa, que foi encerrada às 2h.

Jornal Midiamax