Polícia

Dispensado do trabalho, trio se junta para cometer furtos em Campo Grande

A Polícia Militar prendeu nesta terça-feira (29) três jovens de 19, 20 e 23 anos suspeitos de tentativa de furto a uma residência na região do Aero Rancho, em Campo Grande. O grupo trabalha com diárias e havia sido liberado do serviço, motivo pelo qual se reuniu para cometer crimes. Eles estavam em um automóvel […]

Renan Nucci Publicado em 29/12/2020, às 16h44

Caso foi encaminhado ao Cepol (Foto: Leonardo França)
Caso foi encaminhado ao Cepol (Foto: Leonardo França) - Caso foi encaminhado ao Cepol (Foto: Leonardo França)

A Polícia Militar prendeu nesta terça-feira (29) três jovens de 19, 20 e 23 anos suspeitos de tentativa de furto a uma residência na região do Aero Rancho, em Campo Grande. O grupo trabalha com diárias e havia sido liberado do serviço, motivo pelo qual se reuniu para cometer crimes. Eles estavam em um automóvel com a placa adulterada.

Conforme boletim de ocorrência, os policiais foram acionados para atendimento a uma tentativa de furto na Rua Pentecostes. Informações eram de que suspeitos em um Uno tentaram arrombar o portão, mas fugiram quando o alarme foi acionado. Em deslocamento, a equipe se deparou com os suspeitos na Rua Raquel de Queiroz.

Houve tentativa de abordagem, mas o grupo fugiu, iniciando perseguição.  No entanto, eles foram detidos em frente a uma residência na Rua Bromélia. O motorista do carro disse que o trio havia comprado o veículo há quatro dias junto a um usuário de drogas. Cada um havia pago R$ 500, totalizando o valor de R$ 1,5 mil. 

Eles disseram que trabalham com diárias, mas haviam sido dispensados neste final de ano, motivo pelo qual se reuniram para cometer furtos. Eles tentaram invadir a casa, mas fugiram ao sinal do alarme. Foi constatado que a placa do Uno em que estavam pertencia a outro veículo. Segundo eles, o carro estava com a mesma placa quando compraram.

O automóvel foi encaminhado à Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos), para investigação sobre a origem. Os envolvidos foram levados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia), onde foram autuados em flagrante.

Jornal Midiamax