Polícia

Presos guardam celulares, cerveja e até cachaça no forro da cela em presídio de MS

Uma revista feita no presídio semiaberto de Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande, neste fim de semana acabou na descoberta de cervejas, cachaça e celulares escondidos no forro de uma das celas. Os agentes receberam uma denúncia de que na cela 2 do presídio semiaberto, os detentos estavam guardando bebidas alcóolicas, celulares e […]

Thatiana Melo Publicado em 10/02/2020, às 07h30 - Atualizado às 09h46

Todo material foi apreendido (Foto: Tião Prado/ Ponta Porã Informa)
Todo material foi apreendido (Foto: Tião Prado/ Ponta Porã Informa) - Todo material foi apreendido (Foto: Tião Prado/ Ponta Porã Informa)

Uma revista feita no presídio semiaberto de Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande, neste fim de semana acabou na descoberta de cervejas, cachaça e celulares escondidos no forro de uma das celas.

Os agentes receberam uma denúncia de que na cela 2 do presídio semiaberto, os detentos estavam guardando bebidas alcóolicas, celulares e carregadores. Foi feita uma vistoria no sábado (8), e foi encontrado 50 latas de cerveja, 37 garrafas de cachaça, dois celulares e seis carregadores, que estavam escondidos em um forro da cela.

O diretor da penitenciária, Rodrigo Borges, disse ao Ponta Porã Informa, que são 175 detentos e apenas um agente para cuidar dos internos, e que não há segurança no pátio do estabelecimento penal. Quando questionado sobre a possível facilitação de agentes para a entrada das bebidas, o diretor afirmou que os agentes são verdadeiros heróis, já que não há funcionários suficientes para cuidar de todos os detentos.

Ainda segundo Borges já foi solicitado a Agepen mais funcionários, mas até o momento não tiveram resposta.

Jornal Midiamax