Polícia

Brasileiros que teriam ajudado fugitivos do PCC são presos na fronteira

A polícia do Paraguai prendeu na tarde desta terça-feira (21) em Yby Yaú quatro brasileiros suspeitos de terem dado apoio à fugitivos que escaparam do presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o jornal ABC Color, os brasileiros estavam […]

Renan Nucci Publicado em 21/01/2020, às 17h38 - Atualizado às 17h45

Grupo preso pelas autoridades no Paraguai. Foto: Divulgação
Grupo preso pelas autoridades no Paraguai. Foto: Divulgação - Grupo preso pelas autoridades no Paraguai. Foto: Divulgação

A polícia do Paraguai prendeu na tarde desta terça-feira (21) em Yby Yaú quatro brasileiros suspeitos de terem dado apoio à fugitivos que escaparam do presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o jornal ABC Color, os brasileiros estavam acompanhados de um paraguaio. O grupo transitava em um carro e em uma picape Toro, transportando duas pistolas calibre nove milímetros, uma da marca Glock e outra Taurus.

A prisão ocorreu por volta das 14 horas e os suspeitos foram encaminhados à sede de Investigação Criminal em Pedro Juan Caballero, para serem oficialmente identificados. A suspeita é de que tenham dado apoio na fuga.

Por volta das 5 horas da madrugada de domingo, 76 detentos membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) fugiram através de um túnel escavado de dentro da unidade até o lado de fora. Mais de 70 metros escavados, mais de 200 sacos de areia deixados em uma das celas da penitenciária e o fator mais questionado foi se nenhum agente penitenciário viu a fuga ou mesmo a escavação ou sequer suspeitou. Até o momento, seis deles foram recapturados no Paraguai e Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax