Polícia

Bailes funk são fechados com mais de 500 pessoas em chácara na BR-163 e no Tijuca

Cerca de 500 pessoas foram abordadas pela Guarda Civil Metropolitana na madrugada deste sábado (21), na Capital. Elas estavam em dois bales funk, em uma chácara na BR-163, saída para São Paulo e em uma boate no Jardim Tijuca. A primeira abordagem foi por volta da 1h, após denúncias de perturbação de sossego e descumprimento […]

Danielle Errobidarte Publicado em 21/11/2020, às 15h38 - Atualizado às 15h52

Boate no Tijuca funcionava com capacidade acima da permitida. (Foto: Divulgação/ GCM)
Boate no Tijuca funcionava com capacidade acima da permitida. (Foto: Divulgação/ GCM) - Boate no Tijuca funcionava com capacidade acima da permitida. (Foto: Divulgação/ GCM)

Cerca de 500 pessoas foram abordadas pela Guarda Civil Metropolitana na madrugada deste sábado (21), na Capital. Elas estavam em dois bales funk, em uma chácara na BR-163, saída para São Paulo e em uma boate no Jardim Tijuca.

A primeira abordagem foi por volta da 1h, após denúncias de perturbação de sossego e descumprimento de protocolos sanitários. Cerca de 400 pessoas estavam em uma festa que aconteceu em chácara próxima ao Aeroporto Teruel, na BR-163. O evento teve de ser encerrado.

Às 2h30, também após denúncias, equipes da GCM compareceram a uma casa de shows no Jardim Tijuca. Cerca de 120 pessoas participavam do baile funk, número acima da capacidade permitida de 50% da boate, devido ao protocolo sanitário que estabelecimentos devem seguir com a pandemia da Covid-19. O deejay da festa diminuiu o volume do som, conforme solicitado pelos guardas, e os produtores e convidados receberam orientações.

Jornal Midiamax