Polícia

Arrendatária é multada em R$ 6 mil por derrubada ilegal de árvores

PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um arrendatária em R$ 6 mil por derrubada ilegal de árvores em 6 hectares para exploração da madeira e apreende máquina. Policiais ambientais realizavam fiscalização ambiental de orientações contra os incêndios dentro da operação Focus e a outros crimes ambientais em propriedades em Nova Andradina e autuaram uma arrendatária por […]

Diego Alves Publicado em 04/10/2020, às 15h43

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um arrendatária em R$ 6 mil por derrubada ilegal de árvores em 6 hectares para exploração da madeira e apreende máquina. Policiais ambientais realizavam fiscalização ambiental de orientações contra os incêndios dentro da operação Focus e a outros crimes ambientais em propriedades em Nova Andradina e autuaram uma arrendatária por exploração ilegal de vegetação nativa, neste sábado (03).

De acordo com a PMA, ela foi flagrada em uma propriedade rural que arrenda, localizada no Assentamento Teijin, executando a supressão de árvores de grande porte das espécies Pau-Óleo, Balsemim, Angico, entre outras.

Ainda de acordo com a polícia, a aferição da área explorada realizada com uso de GPS perfez 5,86 hectares dentro do Bioma de cerrado. A madeira proveniente da supressão estava sendo disposta em montes, com uso de uma máquina do tipo Pá-carregadeira, para exploração posterior. As atividades foram interditadas e a máquina foi apreendida.

A infratora de 31 anos, moradora no assentamento, foi autuada administrativamente e multada em R$ 6 mil Ela também responderá por crime ambiental de exploração ilegal de madeira, com pena de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax