Polícia

Após uma semana, atropelada no Silvia Regina morre na Santa Casa

Faleceu na manhã desta quarta-feira (2) Ramona Aparecida Souza Costa, a pedestre que foi atropelada no último dia 25, no Bairro Silvia Regina, na Capital. Ela estava internada na Santa Casa e teve traumatismo craniano grave e não resistiu aos ferimentos do acidente. O filho dela registrou boletim de ocorrência pelo falecimento da mãe. O […]

Danielle Errobidarte Publicado em 02/12/2020, às 18h53

Atropelamento ocorreu no dia 25. (Foto: Leitor Midiamax)
Atropelamento ocorreu no dia 25. (Foto: Leitor Midiamax) - Atropelamento ocorreu no dia 25. (Foto: Leitor Midiamax)

Faleceu na manhã desta quarta-feira (2) Ramona Aparecida Souza Costa, a pedestre que foi atropelada no último dia 25, no Bairro Silvia Regina, na Capital. Ela estava internada na Santa Casa e teve traumatismo craniano grave e não resistiu aos ferimentos do acidente.

O filho dela registrou boletim de ocorrência pelo falecimento da mãe. O acidente ocorreu na esquina da Rua Paracatu com a Avenida Capibaribe, há uma semana, quando Ramona foi atropelada por um Volkswagen Fox cinza.

O acidente ocorreu logo após o Fox passar pela avenida, onde a mulher atravessava em direção à lanchonete de um parente seu, próximo à esquina. Com o impacto do carro, ela chegou a ser arrastada.

Testemunhas relataram que o motorista do Fox vomitou após o Atropelamento e se recusou a fazer o teste do bafômetro quando equipes da Polícia Militar de Trânsito chegaram ao local. Ele foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

A pedestre havia ficado internada em estado grave, sedada no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa, pois apresentava lesão neurológica grave. No laudo foi atestado a morte por atropelamento por automóvel e traumatismo craniano.

Jornal Midiamax