Polícia

Amigos tentam matar dupla e deixam dono e cliente de conveniência feridos a tiros

Na noite de segunda-feira (31), após confusão por causa de ex-namorados em uma festa em Campo Grande, dois rapazes de 18 e 22 anos acabaram presos. Eles tentaram matar dois desafetos em uma conveniência, no Pioneiros, mas ainda erraram os alvos e deixaram dono e cliente do estabelecimento feridos. A princípio a confusão teria começado […]

Renata Portela Publicado em 01/09/2020, às 14h27 - Atualizado às 14h45

(Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

Na noite de segunda-feira (31), após confusão por causa de ex-namorados em uma festa em Campo Grande, dois rapazes de 18 e 22 anos acabaram presos. Eles tentaram matar dois desafetos em uma conveniência, no Pioneiros, mas ainda erraram os alvos e deixaram dono e cliente do estabelecimento feridos.

A princípio a confusão teria começado em uma festa no Parque do Lageado, onde estava o jovem de 18 anos, acompanhado de um adolescente de 17 anos. Assim, ambos estavam com duas jovens, mas os ex-namorados delas também estavam na festa. Então, houve uma briga entre eles por ciúmes, que deu início a ameaças.

Após a confusão, os jovens foram até uma conveniência no Moreninha II, onde obtiveram mais informações sobre os ex-namorados das meninas. Então, com a motocicleta emprestada e com ajuda do amigo de 22 anos, o jovem de 18 anos foi até a conveniência no Pioneiros onde os desafetos estariam.

Assim, ele pilotava a moto, enquanto o rapaz de 22 anos portava a arma de fogo, na garupa da moto. Ao passarem pela conveniência, foram feitos os disparos, que atingiram o proprietário e um cliente, ambos de 24 anos. Eles não sofreram ferimentos graves, mas foram socorridos para atendimento médico.

Em seguida, equipes do Batalhão de Choque fizeram buscas pelos autores, que foram presos em flagrante. A arma foi encontrada com o rapaz de 22 anos em casa, embaixo do armário da cozinha. Com isso, eles foram levados para a delegacia e passaram por audiência de custódia nesta terça-feira (1º), tendo a prisão preventiva decretada.

Jornal Midiamax