Polícia

Acusado de feminicídio na fronteira pode estar escondido em MS

Elvio Ramón Quihónez Bogado, de 26 anos, acusado pelo assassinato da ex-mulher, Claudelina Chaparro Gauto, pode estar escondido em Coronel Sapucaia, cidade que faz fronteira com o Paraguai. O crime aconteceu na tarde desta terça-feira (8), no Bairro de Mariscal López, em Capitan Bado. Segundo informações da polícia paraguaia, com base em depoimentos de testemunhas, […]

Marcos Morandi Publicado em 09/12/2020, às 08h01

Vitíma já tionha apresentando denúncia contra o ex-marido. (Foto: Redes sociais)
Vitíma já tionha apresentando denúncia contra o ex-marido. (Foto: Redes sociais) - Vitíma já tionha apresentando denúncia contra o ex-marido. (Foto: Redes sociais)

Elvio Ramón Quihónez Bogado, de 26 anos, acusado pelo assassinato da ex-mulher, Claudelina Chaparro Gauto, pode estar escondido em Coronel Sapucaia, cidade que faz fronteira com o Paraguai. O crime aconteceu na tarde desta terça-feira (8), no Bairro de Mariscal López, em Capitan Bado.

Segundo informações da polícia paraguaia, com base em depoimentos de testemunhas, Claudelina foi assassinada pelo ex-marido. Ele foi visto horas antes do crime nas proximidades da casa da ex-mulher em uma motocicleta de cor preta.

Ainda segundo relatos de vizinhos, a vítima estava sentada em frente à sua casa quando o ex-companheiro desceu da motocicleta, já atirando. Ela ainda tentou fugir, quando foi atingida nas costas por vários disparos e caiu, antes de entrar na residência.

Restrição

O ex-marido já tinha sido denunciado pela vítima por violência.  Ele estava com medida restritiva expedida pela justiça paraguaia, uma vez que em julho deste ano ele agrediu a ex-mulher.

Na época Claudelina registrou boletim de ocorrência relatando ter sido atingida com socos e pontapés. Ele também apresentou uma denúncia de roubo de uma motocicleta que estava em seu nome, a mesma que foi usada para cometer o assassinato.

Jornal Midiamax