Polícia

A pedido do amigo, aceitou levar 3,7 toneladas de maconha e skank e acabou preso

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) prendeu em flagrante na sexta-feira (01), em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, homem de 31 anos que transportava 3,7 toneladas de maconha e 51 quilos de skank, maconha com alta concentração do princípio ativo, escondidos em meio a uma carga de ração. O batedor da droga, de 48 […]

Renan Nucci Publicado em 02/05/2020, às 15h47

Droga apreendida pelos policiais. Foto: Divulgação
Droga apreendida pelos policiais. Foto: Divulgação - Droga apreendida pelos policiais. Foto: Divulgação

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) prendeu em flagrante na sexta-feira (01), em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, homem de 31 anos que transportava 3,7 toneladas de maconha e 51 quilos de skank, maconha com alta concentração do princípio ativo, escondidos em meio a uma carga de ração. O batedor da droga, de 48 anos, também foi preso

Segundo nota, durante fiscalização na BR-060, os policiais abordaram o caminhão. O motorista não apresentou nota fiscal da carga e demonstrou certo nervosismo, levantando desconfiança dos policiais. Por este motivo, a equipe decidiu vistoriar o compartimento de carga, encontrando centenas de fardos com marcações distintas, indicando consórcio do tráfico.

Traficantes se unem em consórcio para dividir custos com logística operacional e minimizar prejuízos em caso de apreensão. Questionado, o motorista informou ter recebido pedido de um amigo para levar o caminhão de Maracaju até Campo Grande, por R$ 5 mil. Além disso, informou que um homem que estava em um Gol fazia o serviço de batedor.

Todos envolvidos foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax