Polícia

Vizinho é ameaçado após reclamar de som alto no Guanandi II

Dois homens foram parar na delegacia na noite deste sábado (7) por perturbação do sossego alheio, ao abusar de som alto no bairro Guanandi II, em Campo Grande. Um deles também foi qualificado por ameaça, ao atirar uma garrafa em direção ao vizinho que havia reclamado do som alto. O vizinho de 42 anos foi […]

Mylena Rocha Publicado em 08/09/2019, às 09h41

Caso foi registrado na Depac da Vila Piratininga. (Foto: Divulgação)
Caso foi registrado na Depac da Vila Piratininga. (Foto: Divulgação) - Caso foi registrado na Depac da Vila Piratininga. (Foto: Divulgação)

Dois homens foram parar na delegacia na noite deste sábado (7) por perturbação do sossego alheio, ao abusar de som alto no bairro Guanandi II, em Campo Grande. Um deles também foi qualificado por ameaça, ao atirar uma garrafa em direção ao vizinho que havia reclamado do som alto.

O vizinho de 42 anos foi quem procurou a polícia para denunciar o som alto nos carros em frente a sua casa e a algazarra que, segundo ele, é frequente. Ele conta que se sentiu incomodado e foi reclamar da bagunça para o morador, que ignorou. Enquanto voltava para casa, ele quase foi atingido por uma garrafa de vidro, atirada por um dos ‘festeiros’ que tocava o som alto em uma Chevrolet Corsa. O homem ainda teria dito ao vizinho: “Não vou sair daqui sem arrebentar esse cara”. Segundo a vítima, ele e sua família ainda teriam sido acuados pelo dono do Corsa.

Já o dono do outro carro com som alto, uma Volkswagen Saveiro, conta que é o responsável pela casa. Questionado pelos policiais, o dono do Corsa admitiu que atirou a garrafa no vizinho.

Os homens receberam voz de prisão e foram para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. Eles foram liberados da delegacia sem lesões corporais após assinarem o Termo de Compromisso e Comparecimento.

Jornal Midiamax