Polícia

VÍDEO: Condutor foi preso por bater 5 vezes em carro, diz PM filmado chutando com arma sacada

Motorista de aplicativo, de 51 anos, foi preso depois de bater cinco vezes no carro de um policial militar de 33 anos, que transportava a esposa, uma médica veterinária de 25 anos que está com gestação de risco. A ação foi registrada por testemunha na manhã desta quarta-feira, por volta das 11h30, na Avenida Mato […]

Renan Nucci Publicado em 29/05/2019, às 16h35 - Atualizado em 30/05/2019, às 17h45

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

Motorista de aplicativo, de 51 anos, foi preso depois de bater cinco vezes no carro de um policial militar de 33 anos, que transportava a esposa, uma médica veterinária de 25 anos que está com gestação de risco. A ação foi registrada por testemunha na manhã desta quarta-feira, por volta das 11h30, na Avenida Mato Grosso, entre a Rua 14 de Julho e a Avenida Calógeras, no centro de Campo Grande.

Conforme divulgado inicialmente pelo Midiamax, funcionários de comércios da região alegaram que houve uma batida de trânsito e que o policial desceu de seu veículo armado. Ele supostamente teria agredido e intimidado o condutor. As imagens mostram, inclusive, o policial chutando a porta do veículo. No entanto, segundo a versão da esposa do PM, o motorista estava sendo preso por avançar reiteradamente contra o carro do casal.

A reportagem apurou que o policial havia saído de uma clínica com a esposa. Eles desciam a Mato Grosso pela faixa do meio das três existentes na via. No local dos fatos, existe um recuo da via da esquerda para a do centro, a partir de onde a Mato Grosso segue com apenas duas faixas. Foi neste local que tudo aconteceu. O motorista de aplicativo estava na esquerda.

Ao chegar no recuo, ele deu seta e, sem olhar, invadiu a faixa do centro, onde estavam o PM e a esposa. O casal chegou a repreender o condutor, dizendo a ele que dar a seta não garantia o direito de entrar rapidamente na via. Neste momento, o motorista, que estava com passageiros, se exaltou e teria passado a ofender verbalmente o casal. Em seguida, bateu o carro dele no carro do PM.

Ele provocou a colisão por três vezes. Após a terceira, o policial disse que estava com sua esposa grávida no carro e pediu para que o motorista parasse, mesmo assim ele bateu mais duas vezes. Foi então que o policial armado desceu e deu voz de prisão. Ainda conforme apurado, não houve agressão física ao motorista, apenas troca de ofensas.

O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. Os dois homens prestaram esclarecimentos e foram liberados. A gestante foi encaminhada ao Hospital da Cassems com suspeita de lesão na coluna cervical, por conta das batidas. Ela também reclamava de dores no braço. Nesta tarde, ela precisou ser encaminhada para o setor de ortopedia da Santa Casa. O bebê está bem.

Jornal Midiamax