Polícia

VÍDEO: Jovem chama conhecido para dar uma volta, o esfaqueia e rouba moto

Adriano da Silva Rolon de 21 anos foi preso por roubar uma moto e esfaquear um rapaz de 22 anos na noite desta quinta-feira (03) no Bairro Buriti em Campo Grande. Policiais no Batalhão de Choque da PM realizavam rondas quando foram acionados a respeito do roubo. No local, encontraram a vítima caída ao solo […]

Diego Alves Publicado em 03/05/2019, às 00h42 - Atualizado às 12h34

Divulgação Choque
Divulgação Choque - Divulgação Choque

Adriano da Silva Rolon de 21 anos foi preso por roubar uma moto e esfaquear um rapaz de 22 anos na noite desta quinta-feira (03) no Bairro Buriti em Campo Grande. Policiais no Batalhão de Choque da PM realizavam rondas quando foram acionados a respeito do roubo.

No local, encontraram a vítima caída ao solo na Rua das Mansões e, próximo dali, Adriano havia sido detido por populares na Rua Paulo Hideo Katayama. A moto foi encontrada caída próximo ao local onde foi imobilizado, já que o autor levou uma fechada de um condutor de carro, desconhecido.

No local, o autor disse que tinha atraído o rapaz para dar um “rolê”, já com intuito de matá-lo, roubar dinheiro e sua moto. De acordo com as primeiras informações, o autor vendia objetos de furto para a vítima. Adriano, ainda conforme apurado, estaria cobrando uma dívida com o jovem e por isso decidiu matá-lo.

A vítima sofreu quatro facadas, sendo uma no tórax, duas no abdômen e uma em cada braço. Ele foi levado à Santa Casa de Campo Grande em estado grave.

“Mandei mensagem pra ele no face, falei pra ele que estava na lan house. Pra ele passar lá para me pegar pra gente ver um negócio por que eu queria ver um dinheiro com ele. Ele passou lá me pegou e eu já tava com a faca aqui (apontou para a cintura). Aí eu pedi pra ele ir por um caminho mais escuro e na hora que ele chegou no caminho mais escuro eu meti a faca nele, aí ele caiu eu dei outra facada nele. Aí ele meio que caiu no mato e saiu correndo lá pro lado da conveniência. Aí eu liguei a moto e saí correndo”, disse Adriano que finalizou dizendo que já havia vendido um fogão e uma TV para a vítima. Adriano foi preso e levado à Depac Piratininga.

Jornal Midiamax