Polícia

Um dos mortos por ‘justiceiros da fronteira’ seria policial envolvido em roubo

Os três homens encontrados mortos e algemados na manhã deste domingo (7) foram identificados. Um deles serio o policial Pedro Yanel Barua Acosta, 35 anos, da Polícia Nacional do Paraguai. De acordo com o site Porã News, Pedro foi preso no dia 9 de janeiro por envolvimento em roubos a caminhonetes e um dia depois […]

Ana Paula Chuva Publicado em 07/04/2019, às 16h32 - Atualizado em 08/04/2019, às 11h23

Foto: Porã News
Foto: Porã News - Foto: Porã News

Os três homens encontrados mortos e algemados na manhã deste domingo (7) foram identificados. Um deles serio o policial Pedro Yanel Barua Acosta, 35 anos, da Polícia Nacional do Paraguai.

De acordo com o site Porã News, Pedro foi preso no dia 9 de janeiro por envolvimento em roubos a caminhonetes e um dia depois foi beneficiado com a prisão domiciliar pela Justiça de Pedro Juan Caballero.

As outras duas vítimas seriam Venancio Ramon Romero, 29 anos e Delio Roselver Santa Cruz, 31 anos. Segundo as informações, os três foram executados a tiros de pistola 9mm na altura da cabeça. Eles foram encontrados por populares que passavam pela região chamada Aceiteí.

Ainda segundo as informações, os corpos foram encaminhados para o IML para posteriormente serem entregues aos familiares.

Justiceiros da Fronteira

OS três homens foram encontrados na manhã deste domingo com as mãos e pés amarrados ao lado de uma caminhonete abandonada da marca Ford e um cartaz escrito “Por roubar a inocentes, não roubar caminhonete, justiceiros da fronteira”.

Conforme o site Porã News, os familiares das vítimas relataram que eles teriam saído na tarde de sábado para supostamente ir a uma caça em uma área situada na região.

Jornal Midiamax