Polícia

Torcedor com camisa do Fluminense atira após apanhar em conveniência

Maylon Figueiredo, de 19 anos, foi preso na madrugada deste domingo (24) depois de brigar em uma conveniência na Vila Santo Eugênio. Ele foi até o local com uma camisa do Fluminense, apanhou e deu tiros, sendo preso momentos depois com a arma de fogo. Policiais do Pelotão Moreninhas faziam rondas pelo Universitário quando foram […]

Renata Portela Publicado em 24/11/2019, às 08h17 - Atualizado às 08h34

 (Arquivo)
(Arquivo) - (Arquivo)

Maylon Figueiredo, de 19 anos, foi preso na madrugada deste domingo (24) depois de brigar em uma conveniência na Vila Santo Eugênio. Ele foi até o local com uma camisa do Fluminense, apanhou e deu tiros, sendo preso momentos depois com a arma de fogo.

Policiais do Pelotão Moreninhas faziam rondas pelo Universitário quando foram chamados pare irem até a conveniência onde tinha acontecido a briga generalizada. Testemunhas contaram que um homem de camiseta preta e calça e o outro com a camisa do Fluminense tinham atirado no local.

Os militares localizaram Maylon e, na casa dele encontraram a arma, um revólver calibre 22. Ele contou que estava com o tio na conveniência, bebendo, quando foi agredido por outros frequentadores do local. A briga possivelmente teria começado por ele vestir a camisa do time rival ao Flamengo, que ganhou a final da Libertadores na tarde de sábado (23). Ele buscou a arma depois de apanhar e atirou em direção a um dos agressores.

Segundo a polícia, o rapaz estava foragido e acabou detido em flagrante pelo porte irregular de arma de fogo e disparos de arma de fogo. Ele confessou que comprou o revólver por R$ 600 de um desconhecido, no Dom Antônio Barbosa e foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

Jornal Midiamax