Polícia

Sem água e acorrentados, 40 cães de caça são resgatados de fazenda

Cerca de 40 cães foram resgatados de fazenda localizada na MS-040, em Campo Grande, na tarde desta segunda-feira (23). Os animais, entre filhotes e adultos, estavam em situação de maus-tratos, onde ficavam sem comida e presos em cercados. O flagrante aconteceu após a Decat (Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) […]

Mariane Chianezi Publicado em 23/09/2019, às 13h46 - Atualizado em 24/09/2019, às 08h36

Foto: Marcos Ermínio, Midiamax
Foto: Marcos Ermínio, Midiamax - Foto: Marcos Ermínio, Midiamax

Cerca de 40 cães foram resgatados de fazenda localizada na MS-040, em Campo Grande, na tarde desta segunda-feira (23). Os animais, entre filhotes e adultos, estavam em situação de maus-tratos, onde ficavam sem comida e presos em cercados.

O flagrante aconteceu após a Decat (Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) receber denúncia anônima de que o proprietário da fazenda, um homem de 57 anos, estava prendendo os cães e nem os alimentava.

O fazendeiro negou os maus-tratos e disse que alimenta os bichos diariamente e os deixam sair do cercado ‘quando quiserem’. No entanto, os policiais encontraram os cachorros presos em correntes curtas e fechados em uma espécie de galinheiro, sem água e sem alimento.

Os cães, que seriam de uma raça americana de caça, foram resgatados pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e pela Decat. No local, eles ainda foram chipados para poderem ser levados a um abrigo temporário. Agentes do CCZ colheram sangue dos animais para que exames possam ser realizados.

A polícia encaminhou o fazendeiro para a delegacia onde um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) será registrado. Uma cadela estava amamentando filhotes recém paridos e, conforme o fazendeiro, os bichos seriam vendidos.

Jornal Midiamax