Polícia

Sejusp vai enviar DOF e Tático da PM para reforçar segurança na fronteira

Por conta do avanço do crime organizado no município de Coronel Sapucaia, localizado na fronteira com o Paraguai a 380 quilômetros de Campo Grande, a Sejusp-MS (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) vai enviar equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e da Força Tática da Polícia Militar de Amambai para reforçar o […]

Renan Nucci Publicado em 02/07/2019, às 15h21 - Atualizado em 03/07/2019, às 08h42

Foto: Divulgação/DOF
Foto: Divulgação/DOF - Foto: Divulgação/DOF

Por conta do avanço do crime organizado no município de Coronel Sapucaia, localizado na fronteira com o Paraguai a 380 quilômetros de Campo Grande, a Sejusp-MS (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) vai enviar equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e da Força Tática da Polícia Militar de Amambai para reforçar o policiamento na região.

Segundo o secretário Antônio Carlos Videira, o efetivo da região teve perda significativa de servidores que foram para a reserva por conta da aproximação da reforma da previdência. Ou seja, para se beneficiar de todos os direitos já garantidos, policiais com tempo de aposentadoria, mas que ainda tinham condições de trabalho, estão indo para a reserva.

“Tem muita gente pedindo para se aposentar, para ir para a reserva”, disse o secretário, explicando como vai ser a atuação dos policiais que serão designados para Coronel Sapucaia. “O DOF vai fazer o patrulhamento rural e nas rodovias, auxiliando o Tático de Amambai que fará o policiamento urbano”, completou.

No dia 17 de maio, autoridades participaram de uma reunião com o desembargador Paschoal Carmello Leandro, do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), para discutir a respeito do fechamento do Fórum do município, por conta do risco à vida dos servidores e da população em geral. No entanto, foi decidido pela manutenção, desde que a segurança fosse reforçada.

Jornal Midiamax