Polícia

Polícia ocupa cracolândia da Capital em operação contra o tráfico de drogas

A Polícia Militar e a Polícia Civil deflagraram no final da tarde desta quinta-feira (03) a Operação Laburu, contra o tráfico de drogas na “cracolândia” de Campo Grande, localizada nas imediações da antiga rodoviária. Pelo menos 50 pessoas já foram abordadas e duas delas estavam com porções de entorpecentes e foram levadas para a delegacia. […]

Renan Nucci Publicado em 03/10/2019, às 18h01 - Atualizado em 04/10/2019, às 08h45

Policiais durante operação nesta quinta-feira. Foto: Leonardo de França
Policiais durante operação nesta quinta-feira. Foto: Leonardo de França - Policiais durante operação nesta quinta-feira. Foto: Leonardo de França

A Polícia Militar e a Polícia Civil deflagraram no final da tarde desta quinta-feira (03) a Operação Laburu, contra o tráfico de drogas na “cracolândia” de Campo Grande, localizada nas imediações da antiga rodoviária. Pelo menos 50 pessoas já foram abordadas e duas delas estavam com porções de entorpecentes e foram levadas para a delegacia.

Polícia ocupa cracolândia da Capital em operação contra o tráfico de drogas
Coronel Claudemir disse que objetivo é coibir a venda e o consumo de drogas no local. Foto: Leonardo de França

Participam equipes do 1° Batalhão da PM, da 5ª Companhia Independente, do Batalhão de Choque, da Força Tática e da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos). Ao todo são 40 policiais militares e dez policiais civis, com apoio de cães farejadores.

De acordo com o coronel Claudemir de Melo, o objeto é coibir o consumo e a distribuição de drogas no local, já que a presença de traficantes preocupa comerciantes e moradores.

A ação deve se estender nas próximas horas para outros pontos críticos identificados pela inteligência da PM, entre eles a Orla Ferroviária e Orla Morena. A Derf faz buscas em pequenos hotéis, a fim de encontrar produtos ilícitos. A situação é tão crítica no local que nem mesmo a presença de um posto da Guarda Civil Municipal é capaz de afastar a presença de criminosos e viciados.

Imagem feita pela polícia mostra traficantes agindo livremente no local.

Corpo incendiado

Polícia ocupa cracolândia da Capital em operação contra o tráfico de drogas
Pelo menos 50 pessoas foram abordadas. Foto: Leonardo de França

Na madrugada de terça-feira, uma usuária teve 50% do corpo queimado depois de discussão com outra mulher na antiga rodoviária. A briga começou depois da prisão de um rapaz de 29 anos, que traficava drogas na região.

As duas mulheres chegaram a ser levadas para a delegacia ao entrar em vias de fato, assinaram um termo circunstanciado e foram liberadas, já que se tratava de crime de menor potencial.

A suspeita então, na madrugada desta terça, ateou fogo na vítima, uma mulher de 31 anos de idade. Ela foi levada para a Santa Casa com 50% de queimaduras de 2º e 3º graus, sendo que se encontra internada na área vermelha, consciente e orientada. A autora foi identificada e presa.

Jornal Midiamax