Polícia

Polícia divulga nome de mulher encontrada morta seminua em córrego da Capital

Foi identificada como Rosana dos Santos Dantas, 32 anos, a mulher encontrada morta seminua em um córrego no bairro Nova Lima, em Campo Grande, no último domingo (3). A Polícia Civil já ouviu o pai e o marido da vítima nesta quarta-feira (6). O delegado Sérgio Luiz, da 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, […]

Dayene Paz Publicado em 06/02/2019, às 15h19 - Atualizado às 15h41

None

Foi identificada como Rosana dos Santos Dantas, 32 anos, a mulher encontrada morta seminua em um córrego no bairro Nova Lima, em Campo Grande, no último domingo (3). A Polícia Civil já ouviu o pai e o marido da vítima nesta quarta-feira (6).

O delegado Sérgio Luiz, da 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, informou ao Jornal Midiamax, que a mulher teria saído na noite anterior com algumas amigas. “Ela saiu com umas amigas e ficou pela proximidade de casa, em um bar”, revelou.

Após, o marido foi até o local, onde ficou por algum tempo. “Ele foi até ela, mas não quis ficar no local e foi para casa após uma discussão”, informou o delegado. Além dos familiares, a polícia vai identificar e ouvir as amigas com quem Rosana teria saído na noite anterior a sua morte.

O delegado disse que não descarta nenhuma linha de investigação. “As mais fortes são homicídio ou um afogamento acidental”, ressaltou. Sérgio aguarda laudos também para saber se a mulher foi estuprada.

A polícia também descartou que Rosana teria sido amarrada. “As marcas nos pulsos e tornozelos foram causadas por pulseiras e tornozeleiras que a vítima usava no dia”.

O corpo foi encontrado por moradores que tomavam banho no rio no bairro Nova Lima. A princípio, as testemunhas acharam que fosse um travesseiro boiando. No entanto, eles se aproximarem e perceberam que era corpo de uma mulher.

Jornal Midiamax