Polícia

Nutricionista de Campo Grande tem WhatsApp invadido e suspeito pede dinheiro a contatos

Uma nutricionista de 36 anos teve a conta de WhatsApp invadida por um estelionatário na tarde desta quarta-feira (7) em Campo Grande. A vítima procurou a delegacia de polícia, após o estelionatário pedir R$ 2 mil para os contatos dela. Conforme as informações do boletim de ocorrência, o aplicativo do celular da nutricionista parou de […]

Dayene Paz Publicado em 07/02/2019, às 14h06 - Atualizado em 08/02/2019, às 08h22

Foto: Minamar Junior.
Foto: Minamar Junior. - Foto: Minamar Junior.

Uma nutricionista de 36 anos teve a conta de WhatsApp invadida por um estelionatário na tarde desta quarta-feira (7) em Campo Grande. A vítima procurou a delegacia de polícia, após o estelionatário pedir R$ 2 mil para os contatos dela.

Conforme as informações do boletim de ocorrência, o aplicativo do celular da nutricionista parou de funcionar. “Depois disso recebi mensagens de alguns pacientes e familiares que também desconfiaram das mensagens que chegavam para eles”, informou a vítima ao Jornal Midiamax.

A mulher disse que o estelionatário falava que precisava de R$ 2 mil. “Ele se passava por mim, afirmando que eu estava com o carro estragado na rua e precisava da quantia em dinheiro. Sorte que as pessoas desconfiaram e não depositaram quantia alguma”, conta a nutricionista.

O criminoso chegou a mandar aos contatos uma conta bancária no nome de Clodoaldo.

O caso foi registrado como estelionato na forma tentada e invasão de dispositivo informático na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax