Polícia

‘Tapa na cara’ motivou morte de mulher que teve corpo removido do cemitério em MS

Adailto Couto, de 38 anos, se entregou nesta quarta-feira (13) à Polícia Civil de Terenos, a 28 quilômetros de Campo Grande, e confessou ter matado Rosilei Potronieli, de 37 anos, com facadas. O crime aconteceu no dia 10 deste mês, e a mulher teve o corpo removido da sepultura logo após o funeral. Segundo o […]

Thatiana Melo Publicado em 14/02/2019, às 09h27 - Atualizado às 12h17

None

Adailto Couto, de 38 anos, se entregou nesta quarta-feira (13) à Polícia Civil de Terenos, a 28 quilômetros de Campo Grande, e confessou ter matado Rosilei Potronieli, de 37 anos, com facadas. O crime aconteceu no dia 10 deste mês, e a mulher teve o corpo removido da sepultura logo após o funeral.

Segundo o delegado André Luis, Adailto contou que teria assassinado Rosilei depois de receber um tapa no rosto dela. Ele contou que estava no mesmo bar em que a vítima, e que na hora de ir embora bateu na mesa de Rosilei derrubando a sua cerveja. Isso a teria deixado irritada, momento em quem ela se levantou e deu um tapa no rosto do autor.

Com raiva, Adailto teria esfaqueado Rosilei, que foi socorrida e morreu no hospital. Ele deve ser encaminhado para uma unidade prisional.

A morte

Rosilei Potronieli, 37 anos, morreu após ser esfaqueada em um bar que fica na região central de Terenos. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

A vítima estava no bar bebendo, por volta das 21h15, quando foi ao caixa para acertar a conta e foi chamada para conversar por um homem em um Fiat Uno azul.

Segundo testemunhas, o homem que havia chamado Rosilei a esfaqueou várias vezes. Atingida na barriga e nas nádegas, a mulher foi socorrida pelo Samu e levada para o Hospital. Como o estado de saúde da vítima se agravou, ela acabou sendo transferida para a Santa Casa em Campo Grande e morreu na madrugada de domingo (10).

Sumiço no cemitério

Menos de 24 horas depois de ser sepultado, o corpo de Rosilei Potronieli, foi desenterrado e levado do cemitério de Dois Irmãos do Buriti. O coveiro acionou equipe da polícia depois de passar pelo local e ver o túmulo revirado. A perícia foi até o local para fazer a exumação do caixão e constatou que o corpo de Rosilei já não estava mais lá.

Jornal Midiamax