Polícia

Jovem é assassinada em boate por ex que não aceitava fim de relacionamento

Uma mulher de 26 anos foi assassinada dentro de uma boate em Campo Grande, localizada na Rua Olavo Bilac, bairro Amambai, na madrugada deste sábado (11). Conforme a polícia, o responsável pelo crime é um ex-companheiro da vítima, que se matou em seguida. O autor do crime, João Gonçalves Silva, de 39 anos, não aceitava […]

Cleber Rabelo Publicado em 11/05/2019, às 08h33 - Atualizado às 09h34

None

Uma mulher de 26 anos foi assassinada dentro de uma boate em Campo Grande, localizada na Rua Olavo Bilac, bairro Amambai, na madrugada deste sábado (11). Conforme a polícia, o responsável pelo crime é um ex-companheiro da vítima, que se matou em seguida.

O autor do crime, João Gonçalves Silva, de 39 anos, não aceitava o fim do relacionamento. Segundo informou os policiais militares que atenderam a ocorrência, Luana Priscilla Oliveira da Silva, estaria trabalhando na casa noturna, quando o ex-marido chegou, às 2h30 da madrugada.

Testemunhas informaram à PM que quando o rapaz chegou, estava calmo e não apresentava nenhum comportamento agressivo. Depois de uma conversa, eles subiram para um dos quartos e após alguns minutos, os seguranças escutaram disparos de arma de fogo.

A porta do quarto estava trancada e quando conseguiram abrir, encontraram os dois na cama. Conforme informações da Polícia Militar, a mulher estava nua e o homem, com um revólver calibre 38 na mão . Equipes da polícia, Corpo de Bombeiros e Samu foram acionadas. No local, constataram que a ela havia sido atingida por quatro tiros. Os disparos atingiram a nuca, nádegas, coxa e braço da vítima. Após matar a ex, o rapaz deu um tiro na cabeça e cometeu suicídio.

O homem foi encontrado ainda com vida pela equipe médica do Samu, mas morreu na Santa Casa. A mulher deixou uma filha de 3 meses.

Neste momento, 8 pessoas estão em frente à Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) para prestar depoimentos sobre o caso.

Jornal Midiamax