Polícia

Morto a tiros no Anache estaria sendo ameaçado por membros do PCC

Jhonatan Estanley Caldas de 21 anos assassinado na noite desta terça-feira (24), com tiros na cabeça, no Jardim Anache, em Campo Grande, estaria sendo ameaçado por membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), segundo a tia dele. A mulher disse aos policiais que atenderam a ocorrência que seu sobrinho teria contado a ela […]

Thatiana Melo Publicado em 25/09/2019, às 06h40 - Atualizado às 11h08

None

Jhonatan Estanley Caldas de 21 anos assassinado na noite desta terça-feira (24), com tiros na cabeça, no Jardim Anache, em Campo Grande, estaria sendo ameaçado por membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), segundo a tia dele.

A mulher disse aos policiais que atenderam a ocorrência que seu sobrinho teria contado a ela dias antes, que estaria sendo ameaçado por membros do PCC, mas que não sabia quem seriam estas pessoas. Os autores que assassinaram Jhonatan estavam em um carro de passeio, mas não se sabe aas características do veículo.

Jhonatan foi morto quando estava em frente a uma casa na companhia de mais cinco amigos. Segundo populares, o homem frequentava uma residência da região, que seria ponto de encontro de usuários de drogas. Uma moradora que teria acabado de chegar em casa ouviu um disparo e quando foi para a área externa viu a vítima ferida no chão. Ele foi morto com dois tiros na cabeça.

Jornal Midiamax