Polícia

Jovem é morto após se desentender em conveniência e ser perseguido

Na madrugada deste sábado (14), um jovem de 21 anos foi executado a tiros na Avenida dos Cafezais, bairro Centro Oeste, em Campo Grande. Ele teria saído de uma conveniência onde se desentendeu com um rapaz, depois foi seguido por uma pessoa em um carro que efetuou seis disparos contra ele. Com a vítima foi […]

Mariana Rodrigues Publicado em 14/09/2019, às 06h45 - Atualizado às 08h09

Local em que o crime ocorreu. Leonardo de França, Midiamax
Local em que o crime ocorreu. Leonardo de França, Midiamax - Local em que o crime ocorreu. Leonardo de França, Midiamax

Na madrugada deste sábado (14), um jovem de 21 anos foi executado a tiros na Avenida dos Cafezais, bairro Centro Oeste, em Campo Grande. Ele teria saído de uma conveniência onde se desentendeu com um rapaz, depois foi seguido por uma pessoa em um carro que efetuou seis disparos contra ele. Com a vítima foi encontrado um alvará de soltura.

Conforme informações do boletim de ocorrência, a vítima identificada como Erickson Cezar Dias de Souza, 21 anos, estava em uma conveniência próxima do local em que ele foi morto. Lá ele brigou com um rapaz que não foi identificado.

Após a briga, Erickson saiu do local em uma bicicleta com algumas sacolas de compras, ele foi seguido por um homem que estava em um carro, e na rotatória da Avenida dos Cafezais com a Rua Marajoara, o carro emparelhou com a bicicleta da vítima e fez seis disparos, sendo que dois atingiram Erickson. Não há informações se o autor dos disparos seria a mesma pessoa com quem a vítima discutiu na conveniência.

Os disparos atingiram região da nuca e no rosto de raspão. Ele também apresentava uma marca de queimadura na testa e um corte no mesmo local. O autor dos disparos fugiu. O Samu chegou a ser acionado, mas a vítima morreu no local.

Os policiais encontraram com Erickson um alvará portava um alvará de soltura. Um tio dele compareceu ao local e identificou o mesmo como sendo a pessoa que consta no referido alvará. Ele tinha cumprido pena pelo crime de ameaça violência doméstica em Nova Andradina cometido no dia 12 de maio e recebeu o alvará de soltura no dia 29 de agosto.

O caso foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

Matéria atualizada às 07h42 para acréscimo de informações.

Jornal Midiamax