Polícia

Inteligência da Polícia Federal de MS localizou Minotauro em Balneário Camboriú

O serviço de inteligência da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul foi responsável por localizar nesta segunda-feira (4) Sérgio de Arruda Quintiliano, de 36 anos, o ‘Minotauro’, em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Superintendente da PF no Estado, Cléo Mazzotti destacou nesta terça-feira (5) que um trabalho conjunto de seis meses foi necessário para que […]

Evelin Cáceres Publicado em 05/02/2019, às 12h07 - Atualizado às 17h39

Minotauro no momento da prisão em Balneário Camboriú
Minotauro no momento da prisão em Balneário Camboriú - Minotauro no momento da prisão em Balneário Camboriú

O serviço de inteligência da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul foi responsável por localizar nesta segunda-feira (4) Sérgio de Arruda Quintiliano, de 36 anos, o ‘Minotauro’, em Balneário Camboriú, Santa Catarina.

Superintendente da PF no Estado, Cléo Mazzotti destacou nesta terça-feira (5) que um trabalho conjunto de seis meses foi necessário para que os mandados de prisão emitidos por São Paulo fossem cumpridos.

“Foi um trabalho conjunto com a polícia internacional, do Paraguai, as forças públicas de segurança do Estado de Mato Grosso do Sul e uma intensa troca de informações que possibilitaram a prisão realizada na segunda”, informou Mazzotti.

Minotauro estava na Avenida Atlântica, em um apartamento de luxo, quando foi preso. Ele é um dos narcotraficantes mais procurados pela polícia do Brasil e do Paraguai e apontado como o mandante de diversos assassinatos na fronteira, entre eles de Jorge Rafaat e do policial civil Wescley Vasconcelos.

Sérgio também é acusado por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e de ser integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), em Pedro Juan Caballero.

O criminoso tentou controlar o crime na fronteira depois que Jarvis Chimenes Pavão foi extraditado para o país vizinho e seu principal concorrente, Elton Leonel Rumich da Silva, conhecido como “Galán”, também ter sido preso no Brasil em fevereiro do ano passado.

Os policiais apreenderam com o suspeito 100 mil dólares, dinheiro em espécie, celulares e um carro de luxo.

Jornal Midiamax