Polícia

Integrantes da quadrilha de ‘Minotauro’ são presos em operação da polícia paraguaia

A polícia paraguaia deflagrou na manhã desta quinta-feira (7), uma operação para prender integrantes do grupo de ‘Minotauro’, em Pedro Juan Caballero. 12 pessoas já foram presas, entre homens e mulheres. A operação aconteceu de madrugada e integrantes ligados a Sérgio de Arruda Quintiliano, de 36 anos, foram presos além de apreensão de seis armas […]

Thatiana Melo Publicado em 07/02/2019, às 08h02 - Atualizado às 08h16

None

A polícia paraguaia deflagrou na manhã desta quinta-feira (7), uma operação para prender integrantes do grupo de ‘Minotauro’, em Pedro Juan Caballero. 12 pessoas já foram presas, entre homens e mulheres.

A operação aconteceu de madrugada e integrantes ligados a Sérgio de Arruda Quintiliano, de 36 anos, foram presos além de apreensão de seis armas longas e várias munições de diversos calibres. De acordo com o promotor Hugo Volpe, uma das pessoas presas, que não teve a identidade revelada, seria o assassino da advogada Laura Casuso.

De acordo com o site ABC Color, não foi descartada a hipótese que os presos nesta operação tenham ligação direta ou indireta com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

‘Minotauro’ foi preso na última segunda-feira (4), em Santa Catarina. Ele é suspeito de participar da execução do policial civil,Wescley Vasconcelos em março de 2018, depois de o investigador supostamente descobrir sua identidade, já que na fronteira, ‘Minotauro’ usava o nome falso de Celso Mateus Espíndola.

Ele também teria ligação na morte de Jorge Rafaat, além de ser acusado de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e ser integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), em Pedro Juan Caballero.

Jornal Midiamax