Polícia

Homem recebe ligação sobre sequestro da filha, deposita R$ 1 mil e cai em estelionato

Um homem de 60 anos foi enganado por um bandido que afirmou ter sequestrado sua filha e exigia dinheiro em troca de sua liberdade. O fato aconteceu na manhã deste sábado (2), em Campo Grande, e a vítima teria depositado R$ 1 mil em uma conta da Caixa Econômica Federal passada pelo bandido. De acordo […]

Daiany Albuquerque Publicado em 02/03/2019, às 21h04

None
905168-telefone_fixo_8.jpg

Um homem de 60 anos foi enganado por um bandido que afirmou ter sequestrado sua filha e exigia dinheiro em troca de sua liberdade. O fato aconteceu na manhã deste sábado (2), em Campo Grande, e a vítima teria depositado R$ 1 mil em uma conta da Caixa Econômica Federal passada pelo bandido.

De acordo com o BO (Boletim de Ocorrência), registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, a vítima recebeu uma ligação por volta das 10h45, na qual uma pessoa afirmou estar com sua filha. “É um assalto”, teria dito o rapaz, que na sequência disse o nome completo da filha da vítima, o que deixou o fez acreditar que o fato seria verdade.

O bandido ainda teria colocado a vítima para falar com a suposta filha pelo telefone, que pediu por socorro. “Pai libera logo o dinheiro, eles vão me matar”, teria dito uma voz feminina que, de acordo com o relato do BO, seria idêntica à da filha da vítima.

Acreditando que a filha corria mesmo risco, o homem foi até duas casas lotéricas, uma localizada dentro de um supermercado e outra na avenida Coronel Antonino, onde realizou depósito de R$ 500 em cada uma, totalizando R$ 1 mil.

Após os dois depósitos, os bandidos teriam ligado novamente para a vítima e ordenado que ele depositasse mais R$ 15 mil, momento em que o homem passou mal e acabou desligando o telefone.

Conforme o registro policial, o senhor só descobriu que se tratava de um estelionato quando ele entrou em contato com a avó materna de sua filha e ela conseguiu contato com a menina e constatou que ela estava bem e não havia sido sequestrada.

O caso, registrado como estelionato, será investigado pela polícia.

Jornal Midiamax