Polícia

Em operação contra pesca predatória, PMA prendeu 18 e aplicou R$ 80 mil em multas

Entre os dias 2 e 8 de abril, a PMA (Policia Militar Ambiental), realizou a operação Fronteira, contra pesca predatória no Mato Grosso do Sul. Foram 270 policiais na ação e R$ 80 mil em multas aplicadas. De acordo com as informações, foram autuadas 29 pessoas, dessas 18 foram presas e 105 quilos de peixes […]

Ana Paula Chuva Publicado em 08/04/2019, às 15h29

Foto: Divulgação PMA
Foto: Divulgação PMA - Foto: Divulgação PMA

Entre os dias 2 e 8 de abril, a PMA (Policia Militar Ambiental), realizou a operação Fronteira, contra pesca predatória no Mato Grosso do Sul. Foram 270 policiais na ação e R$ 80 mil em multas aplicadas.

De acordo com as informações, foram autuadas 29 pessoas, dessas 18 foram presas e 105 quilos de peixes apreendidos, além das 11 embarcações, 12 motores e algumas armas.

Das autuações, 27 foram por crimes e infrações ambientais na operação, 23 relativas à pesca.

Foram 27 pessoas autuadas por crimes e infrações ambientais na operação, dessas 23 ocorrências foram relativas à pesca, terminando com 18 pessoas presas por pesca predatória e cinco autuados por praticar a atividade de pesca sem licença ambiental – não é crime, mas infração administrativa.

Segundo a PMA, os 105Kg de pescado apreendidos, é um número baixo se relacionado a quantidade de pessoas autuadas. As multas aplicadas somaram um total de R$ 7.993 mil.

Nos petrechos de pesca proibidos, as redes foram o de maior número, um total de 33 medindo mais de 2Km ao todo.

Em uma das apreensões, os pescadores fugiram para o território pantaneiro, mas chegaram a arma 600 metros de redes além de boias no rio Apa. Também espinheis, boias e 268 anzóis de galho (também petrechos proibidos) foram apreendidos ou retirados do rio.

A operação foi encerrada nesta segunda-feira (8) às 12h, e o objetivo era principalmente a prevenção e repressão à pesca predatória. Segundo as informações, um helicóptero foi disponibilizado pela SEJUSP (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) para auxiliar na operação.

Além da pesca, três pessoas foram autuadas por desmatamento e uma por extração ilegal de aterro. Duas presas por porte ilegal de arma e um veículo furtado foi apreendido.

Jornal Midiamax