Polícia

Ofensiva contra o PCC prendeu 25 ‘irmãos’ em MS e flagrou droga e armas

Durante a operação deflagrada nesta quinta-feira (22), pela Polícia Civil em seis cidades do Estado, contra a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) 25 membros da facção foram presos, sendo que alguns mandados foram cumpridos dentro de estabelecimentos penais das cidades. Foram presos 9 em Nova Andradina, 6 pessoas em Bataiporã, duas em Anaurilândia, […]

Thatiana Melo Publicado em 23/08/2019, às 07h53 - Atualizado às 15h18

None

Durante a operação deflagrada nesta quinta-feira (22), pela Polícia Civil em seis cidades do Estado, contra a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) 25 membros da facção foram presos, sendo que alguns mandados foram cumpridos dentro de estabelecimentos penais das cidades.

Foram presos 9 em Nova Andradina, 6 pessoas em Bataiporã, duas em Anaurilândia, três em Dourados e duas em Campo Grande, sendo na Capital e em Dourados os mandados cumpridos dentro dos estabelecimentos penais. Uma adolescente foi apreendida quando vendia drogas

Além das prisões, a polícia ainda apreendeu dinheiro que veio da comercialização das drogas, munições e armas sendo uma delas de uso restrito, segundo o site Nova News. Entre os presos estava ‘Macaco’, como é conhecido Rodrigo Ramos dos Santos, de 34 anos, membro do PCC. Ele já tinha sido preso em dezembro de 2014 durante a deflagração da Operação Plumbum. Rodrigo estava entre os alvos da operação, que também prendeu ‘Sandro Benzedeira’, como é conhecido Alexsandro de Matos da Silva também integrante do PCC.

‘Sandro Benzedeira’ foi preso na cidade de Bataiporã, segundo o site Jornal da Nova. Adolescentes foram apreendidos durante a operação. As cidades alvos da operação são Bataiporã, Anaurilândia, Dourados, Nova Andradina, Campo Grande e Taquarussu, além do distrito de Nova Casa Verde.

Foram cumpridos 28 mandados de prisão e quatro de busca e apreensão, e 32 mandados de busca domiciliar.100 policiais participam da operação, que conta com apoio do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) e Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

As investigações tiveram início em novembro de 2018. A delegacia de Taquarussu deu início às investigações depois das operações ‘Collimatus’ e ‘Texas Livre’.

Ofensiva contra o PCC prendeu 25 'irmãos' em MS e flagrou droga e armas

Jornal Midiamax