Polícia

Golpistas são presos após tentarem enganar idosa em agência

Janivaldo Fogaça Bispo Pereira e Kenilsonn de Souza Teixeira, ambos de 32 anos e de Brasília, foram presos na tarde de ontem (27) após tentarem aplicar golpe em uma idosa indígena de 65 anos, dentro de uma agência bancária. O caso aconteceu em Dourados, distante 233 km de Campo Grande. A suspeita da polícia é […]

Renata Volpe Publicado em 28/07/2019, às 13h43 - Atualizado em 29/07/2019, às 08h13

Cheques, máquinas de cartão de crédito e tênis de alto valor foram apreendidos. (Foto: Dourados News/GM)
Cheques, máquinas de cartão de crédito e tênis de alto valor foram apreendidos. (Foto: Dourados News/GM) - Cheques, máquinas de cartão de crédito e tênis de alto valor foram apreendidos. (Foto: Dourados News/GM)

Janivaldo Fogaça Bispo Pereira e Kenilsonn de Souza Teixeira, ambos de 32 anos e de Brasília, foram presos na tarde de ontem (27) após tentarem aplicar golpe em uma idosa indígena de 65 anos, dentro de uma agência bancária. O caso aconteceu em Dourados, distante 233 km de Campo Grande. A suspeita da polícia é que a dupla faça parte de uma rede de estelionatários.

Na tarde de sábado, na agência da Caixa Econômica localizada na avenida Joaquim Teixeira Alves, a idosa foi abordada pela dupla, que se apresentou como funcionário do banco. Segundo informações do Dourados News, os dois teriam auxiliado a mulher na troca da senha do cartão e sem que a vítima percebesse, substituíram o cartão dela por um de outra pessoa. 

Depois, Janivaldo tentou abordar outro homem, porém ele suspeitou da conversa do criminoso e saiu da agência em busca de da polícia. O homem encontrou uma equipe da Guarda Municipal que estava estacionada na Praça Antônio João, quando o homem informou sobre a suspeita e os guardas foram até a agência.

No local, os estelionatários estavam conversando com um rapaz de 25 anos, morador na Aldeia Bororó. O jovem contou que Jenivaldo ofereceu R$ 150 para que ele cedesse a conta para uma transferência de R$ 1.600,00, sendo que R$1.200,00 seriam da conta da idosa.

Os dois foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). Os investigadores entraram em contato com a idosa, que já estava ciente que havia sido vítima de golpe. Logo após sair da agência, a mulher tentou pagar uma compra e percebeu que o cartão que portava não era dela. A vítima se deslocou até a delegacia e prestou depoimento. 

Em diligências, os guardas chegaram até Kenilsonn, que estava dentro de um carro GM Prisma na companhia de Suellen Maria de Melo, 35, esposa de Jenivaldo. Ela tinha um mandado de prisão, por isso acabou detida com a dupla. 

No carro foram encontradas máquinas de cartão de crédito, cartões, cheques e tênis de alto valor que podem ter sido comprados em nome de outras pessoas. Kenilsonn ainda tentou mentir para a equipe da Guarda se apresentando como Carlos.

A dupla foi autuada em flagrante por furto e são investigados pela prática do estelionato. 

Jornal Midiamax