Polícia

Direito negado: trabalhador cobra passe de ex-patrão e acaba agredido

Trabalhador de 31 anos procurou a 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande nesta terça-feira (10), para denunciar o ex-patrão por lesão corporal.  A vítima disse que foi agredida ao cobrar 21 passes de ônibus que haviam sido descontados do salário, mas que foram bloqueados pelo dono da empresa localizada na região do bairro […]

Renan Nucci Publicado em 10/12/2019, às 18h13

Trabalhador foi cobrar passe de ônibus bloqueado pelo ex-patrão. (Foto: Marcos Ermínio)
Trabalhador foi cobrar passe de ônibus bloqueado pelo ex-patrão. (Foto: Marcos Ermínio) - Trabalhador foi cobrar passe de ônibus bloqueado pelo ex-patrão. (Foto: Marcos Ermínio)

Trabalhador de 31 anos procurou a 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande nesta terça-feira (10), para denunciar o ex-patrão por lesão corporal. 

A vítima disse que foi agredida ao cobrar 21 passes de ônibus que haviam sido descontados do salário, mas que foram bloqueados pelo dono da empresa localizada na região do bairro Coronel Antonino.

Segundo boletim de ocorrência, a vítima disse que ao questionar o ex-patrão, levou um soco no rosto e outro no braço esquerdo. 

O patrão se recusou a pagar pelos passes. O trabalhador disse ainda que a empresa está fechando e que a suposta falência seria uma maneira de frustrar credores.

Além disso, ele afirmou que as bonificações por produção que recebia eram pagas por meio de um cartão vale-alimentação, meio utilizado pelo contratante como forma de sonegar impostos.

Jornal Midiamax