Polícia

Presos em Campo Grande extorquiam políticos e médicos de dentro de celas da Agepen

Na manhã desta segunda-feira (21), equipes policiais cumprem mandados de prisão contra uma organização criminosa suspeita de extorquir médicos, empresários e políticos em Campo Grande. Até o momento pelo menos três homens homens e uma mulher foram presos na operação. A Operação Extortio da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) cumpre mandados de […]

Renata Portela Publicado em 21/10/2019, às 11h01 - Atualizado às 17h40

(Foto: Arquivo Midiamax)
(Foto: Arquivo Midiamax) - (Foto: Arquivo Midiamax)

Na manhã desta segunda-feira (21), equipes policiais cumprem mandados de prisão contra uma organização criminosa suspeita de extorquir médicos, empresários e políticos em Campo Grande. Até o momento pelo menos três homens homens e uma mulher foram presos na operação.

A Operação Extortio da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) cumpre mandados de prisão nos presídios da Gameleira, IPCG (Instituto Penal de Campo Grande) e Centro de Triagem, conforme apurado pela reportagem do Midiamax. Até o momento três homens e uma mulher já foram presos.

A princípio foram detidos um jovem de 19 anos no Centro de Triagem, um rapaz de 25 anos no IPCG e um homem de 40 anos que cumpre pena na Gameleira e estava trabalhando no Indubrasil momento da prisão. Uma mulher de 33 anos, que seria esposa de um detento, também foi encaminhada para a delegacia.

Segundo a polícia, a operação teve início após investigações da organização criminosa envolvida em extorsões a médicos, empresários e políticos a partir de fatos de suas vidas públicas. Até o momento não foi divulgada a forma como os presidiários praticavam as extorsões.

*Matéria editada às 11:49 para acréscimo de informações

Jornal Midiamax