Polícia

Desacato, resistência e fuga: festa termina com três presos no Caiobá

Festa que acontecia no Portal Caiobá terminou com três pessoas na madrugada desta sexta-feira (19), em Campo Grande, pelos crimes de resistência, desacato, perturbação de sossego e por recusa de dados sobre a própria identidade. A equipe da Polícia Militar que fez a abordagem inicial precisou pedir apoio a mais quatro viaturas para conter o […]

Renan Nucci Publicado em 19/04/2019, às 10h10 - Atualizado às 10h30

None

Festa que acontecia no Portal Caiobá terminou com três pessoas na madrugada desta sexta-feira (19), em Campo Grande, pelos crimes de resistência, desacato, perturbação de sossego e por recusa de dados sobre a própria identidade. A equipe da Polícia Militar que fez a abordagem inicial precisou pedir apoio a mais quatro viaturas para conter o grupo que ameaça e xingava os policiais.

Segundo o boletim de ocorrência, a PM foi acionada por vizinhos que reclamavam da algazarra, gritaria e som alto. Chegando ao imóvel, os militares foram atendidos por um rapaz de 21 anos que se apresentou como morador. Ele foi orientado a parar com a bagunça e ajudar na garantia da tranquilidade. Em seguida, os policiais tentaram abordar outro rapaz, de 23 anos, que estava no local.

Porém, ele disse que era sobrinho de um policial civil e que, de acordo com o tio, não era obrigado a se identificar. Além disso, alegou que os policiais não tinham mandado para acabar com a festa. Durante o desentendimento, uma mulher de 37 anos, começou a ofender os policiais, dizendo que na casa quem manda é ela e que os militares ‘não eram homens o suficiente’ para prendê-la, além de xingar os PMs.

Ela recebeu voz de prisão, mas não acatou as ordens e correu para o interior do imóvel, tentando fugir da equipe. O rapaz que havia se apresentado antes como morador impediu a entrada dos policiais e passou a incitar outras pessoas que ali estavam a fim de agredi-los. Diante dos fatos, foi pedido reforço e estes três envolvidos, no caso o morador, a mulher que ofendeu os PMs e o suposto sobrinho de policial foram presos.

Jornal Midiamax