Polícia

Capataz de fazenda torturado fica em estado grave e bando é preso pela polícia

Cinco homens foram presos por tortura contra um capataz e assalto em uma fazenda na Colônia Puendy em Capitan Bado, cidade paraguaia vizinha a Coronel Sapucaia, cidade a 395 quilômetros de Campo Grande, nesta segunda-feira (23). Os autores invadiram a fazenda durante a madrugada e espancaram o capataz de 36 anos. Os ladrões estavam em […]

Diego Alves Publicado em 24/12/2019, às 22h10 - Atualizado em 25/12/2019, às 08h59

Os cinco foram presos na tarde desta segunda-feira em Capitan Bado. (Foto: Divulgação)
Os cinco foram presos na tarde desta segunda-feira em Capitan Bado. (Foto: Divulgação) - Os cinco foram presos na tarde desta segunda-feira em Capitan Bado. (Foto: Divulgação)

Cinco homens foram presos por tortura contra um capataz e assalto em uma fazenda na Colônia Puendy em Capitan Bado, cidade paraguaia vizinha a Coronel Sapucaia, cidade a 395 quilômetros de Campo Grande, nesta segunda-feira (23).

Os autores invadiram a fazenda durante a madrugada e espancaram o capataz de 36 anos. Os ladrões estavam em busca de dinheiro, armas e queriam o valor que o trabalhador rural teria recebido da venda de várias cabeças de gado, publicou o site MS em Foco. Eles também buscavam por objetos de valor.

Após amarrar e espancar o capataz por meia hora, o bando deixou a fazenda em uma carro que foi abandonado na região central de Capitan Bado. O capataz foi levado ao Hospital Regional da cidade onde está internado em estado grave.

Após buscas, a polícia localizou e prendeu Bernardo Deip Benialgo de 35 anos, Isácio Casco de 33 anos e os irmãos Antonio Segóvia Nunes de 24 anos, Fino Segóvia Nunes de 23 anos e Lucimar Segóvia Nunes de 19 anos.

De acordo com a polícia, os autores não encontraram o dinheiro que estava procurando e deixaram o local levando apenas um revolver calibre 38 que foi apreendido pela polícia.

Jornal Midiamax