Polícia

Funcionários de asilo denunciam chefes após serem chamados de ‘neguinhos vagabundos’

Dois trabalhadores de um lar de idosos, localizado na região norte de Campo Grande, de 37 e 30 anos, procuraram a delegacia após, segundo eles, serem chamados de “neguinhos preguiçosos”, neguinhos vagabundos” e entre outros, durante o expediente. Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, os dois contaram que trabalhavam como serviços gerais no […]

Diego Alves Publicado em 25/03/2019, às 23h56 - Atualizado em 26/03/2019, às 11h01

Segundo a denúncia, responsáveis usam termos pejorativos continuamente contra funcionários negros (Reprodução, Web)
Segundo a denúncia, responsáveis usam termos pejorativos continuamente contra funcionários negros (Reprodução, Web) - Segundo a denúncia, responsáveis usam termos pejorativos continuamente contra funcionários negros (Reprodução, Web)

Dois trabalhadores de um lar de idosos, localizado na região norte de Campo Grande, de 37 e 30 anos, procuraram a delegacia após, segundo eles, serem chamados de “neguinhos preguiçosos”, neguinhos vagabundos” e entre outros, durante o expediente.

Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, os dois contaram que trabalhavam como serviços gerais no asilo.

Dois responsáveis pelo lar de idosos, são apontados como autores das injúrias. Os trabalhadores relataram que quando executavam seus trabalhos e estes não os agradavam, eram chamados de “neguinhos preguiçosos”, na presença de outras pessoas, fato que constrangia as vítimas.

Ainda segundo os dois, quando eram mandados a retirar o mato do quintal com as mãos, e quando não os agradavam, diziam: “Vocês são tudo preguiçosos, cambada de vagabundos”. Ambos contaram que não procuraram a delegacia antes, pois temiam perder o emprego.

O caso foi registrado como “se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência, na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou injúria”.

Jornal Midiamax