Polícia

Brasileiros membros do PCC são presos com granadas e drogas na fronteira

13 pessoas foram presas na manhã desta quinta-feira (30), em Capitan Bado, na fronteira com Coronel Sapucaia – a 380 quilômetros de Campo Grande, sendo que de todos os detidos 12 são brasileiros e um paraguaio. Na casa onde foram presos, a polícia paraguaia encontrou dois quilos de maconha, granadas e armas. A polícia conseguiu […]

Thatiana Melo Publicado em 30/05/2019, às 09h46 - Atualizado em 31/05/2019, às 09h59

None

13 pessoas foram presas na manhã desta quinta-feira (30), em Capitan Bado, na fronteira com Coronel Sapucaia – a 380 quilômetros de Campo Grande, sendo que de todos os detidos 12 são brasileiros e um paraguaio.

Na casa onde foram presos, a polícia paraguaia encontrou dois quilos de maconha, granadas e armas. A polícia conseguiu chegar até o grupo por causa das investigações da chacina que matou seis pessoas, no dia 22 deste mês em Pedro Juan Caballero, onde um bebê de 11 meses ficou ferido por um tiro de raspão. Foram feitos mais de 58 disparos de fuzil contra as vítimas.

Segundo o site ABC Color, foram presos Cícero Marcos Silva de Sousa, Marcelo Sander Castelo, Mateus Enrique Cornele, Cleiton Nunes, Wilson Fabiano Martin Lopez, Anderson Junior, Eduardo Marques Mendosa, Jantar Francisco Da Chaga, Rafael Carballo Macena da Silva, Wellinton Reichar Neres Da Costa , Michael Da Silva, Anderson Morales Pereira e o paraguaio Salustiano Núñez.

Os presos estariam ligados a facção criminosa que tenta controlar a região no tráfico de drogas.

Jornal Midiamax