Bebê de 1 ano estuprado por adolescente recebe alta e está com a família

O bebê de um ano, estuprado por um adolescente, já recebeu alta e está sob os cuidados da família. O caso aconteceu no dia 23 de fevereiro deste ano, no Loteamento Cristo Redentor, em Campo Grande. A Polícia Civil informou que o adolescente suspeito de cometer o crime, continua em uma Unei (Unidade Educacional de […]
| 20/03/2019
- 21:54
(Arquivo)
(Arquivo) - (Arquivo)

O bebê de um ano, estuprado por um adolescente, já recebeu alta e está sob os cuidados da família. O caso aconteceu no dia 23 de fevereiro deste ano, no Loteamento Cristo Redentor, em Campo Grande. A Polícia Civil informou que o adolescente suspeito de cometer o crime, continua em uma Unei (Unidade Educacional de Internação).

O bebê teve graves lesões e ficou sob atendimento médico na Capital. A mãe da criança foi ouvida, mas a polícia não divulgou detalhes do depoimento.

O caso chocou a cidade, pela forma cruel que o adolescente agiu. Ele relatou que fumou três pedras de pasta base antes de cometer o crime, para saber qual era a sensação de “ficar torto”, expressão usada por usuários para descrever sensação máxima do efeito da droga. Mesmo fazendo uso maconha com frequência, o adolescente disse na delegacia que não sabia qual era a sensação de usar pasta base e sentiu vontade após ter visto o pai “torto” algumas vezes.

Depois de ser estuprada pelo adolescente de 15 anos, a menina de 1 ano de idade ficou desacordada em um matagal por cerca de duas horas e meia até ser encontrada pelo avô no Loteamento Cristo Redentor, no dia 23 de fevereiro. O adolescente foi apreendido três dias depois do crime.

No dia, o menino disse que iria até uma padaria comprar um salgado e pediu para que a criança fosse junto. Como todos já conviviam há algum tempo, a mãe e a avó da menina deixaram. Ele chegou a passar na padaria e comprou o salgado, mas em seguida levou a garota para um matagal onde tinha uma construção abandonada.

O adolescente ficou cerca de meia hora com a vítima no local e a menina desmaiou durante o . Ao ouvir vozes próximo de onde estava, o suspeito jogou a criança desacordada e seminua em meio a um entulho no matagal. O abuso aconteceu por volta das 17h30 e a vítima foi encontrada pelo avô seminua e suja de terra somente por volta das 20 horas.

Veja também

Pai do jovem alegou que ele não quer fazer tratamento psiquiátrico

Últimas notícias