Polícia

Apreendidos por tentativa de furto a banco, adolescentes são liberados por falta de vaga na Unei

Foram liberados nesta sexta-feira (26) dois adolescentes de Campo Grande, de 16 e 17 anos, apreendidos na madrugada de segunda-feira, enquanto tentavam furtar uma agência bancária do Sicredi no município de Sidrolândia, a 70 quilômetros da Capital.  Eles tiveram a internação decretada, mas como não havia vaga em Unei (Unidade Educacional de Internação), ficaram recolhidos […]

Renan Nucci Publicado em 26/07/2019, às 15h06 - Atualizado em 27/07/2019, às 13h05

Objetos apreendidos pela polícia com os menores. Foto: Divulgação
Objetos apreendidos pela polícia com os menores. Foto: Divulgação - Objetos apreendidos pela polícia com os menores. Foto: Divulgação

Foram liberados nesta sexta-feira (26) dois adolescentes de Campo Grande, de 16 e 17 anos, apreendidos na madrugada de segunda-feira, enquanto tentavam furtar uma agência bancária do Sicredi no município de Sidrolândia, a 70 quilômetros da Capital. 

Eles tiveram a internação decretada, mas como não havia vaga em Unei (Unidade Educacional de Internação), ficaram recolhidos por apenas cinco dias na Delegacia de Polícia Civil, tempo máximo previsto  pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

De acordo com o delegado Diego Dantas, apesar de terem sido liberados, eles podem ser internados a qualquer momento. “Assim que chegar a notificação de vaga na Unei, eles serão apreendidos e internados provisoriamente, segundo decisão judicial”, explicou.

Conforme noticiado, a tentativa de furto ocorreu por volta da 0h30. Os dois menores e um rapaz de 18 anos arrombaram o telhado e entraram na agência com várias ferramentas, como furadeiras, marretas e cordas. Objetivo era quebrar a parede até chegar ao cofre.

No entanto, eles foram descobertos e acabaram detidos pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar. O grupo afirmou ter saído da Capital para executar o plano na noite de domingo, sendo transportado por uma mulher que trabalha como motorista de aplicativo.

Além deles, na terça-feira foi preso um homem de 29 anos que era apontado como olheiro do trio, morador em Sidrolândia. Um foragido da justiça que seria o mandante do crime foi preso em Campo Grande. Estes dois tiveram a prisão preventiva decretada pela justiça.

Suicídio

Na tarde de quinta-feira, o adolescente de 17 anos tentou suicídio na cadeia. De acordo com o delegado, o garoto quebrou uma lâmpada, usou cacos de vidro para se cortar e começou a fazer uma corda artesanal, supostamente para tirar a própria vida.

“No entanto, ao percebermos a ação, nós acionamos o Conselho Tutelar. Ele foi amparado, recebeu atendimento médico e orientação psicológica. Ele já estava demonstrando certo abatimento, talvez porque estava longe de casa e queria ver a família”, relatou Dantas.

Jornal Midiamax