Polícia

Traficantes e cigarreiros usam ‘miguelitos’ para escapar da polícia nas rodovias de MS

A polícia em Mato Grosso do Sul vem realizando, desde o final do ano passado, apreensões de um novo produto, fabricado no Paraguai. O ‘miguelito’, um tipo de prego retorcido, é usado para furar pneus e acaba dificultando em perseguições policiais. Conforme as informações da Sejusp-MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso […]

Dayene Paz Publicado em 07/05/2019, às 16h55 - Atualizado em 08/05/2019, às 09h42

None

A polícia em Mato Grosso do Sul vem realizando, desde o final do ano passado, apreensões de um novo produto, fabricado no Paraguai. O ‘miguelito’, um tipo de prego retorcido, é usado para furar pneus e acaba dificultando em perseguições policiais.

Conforme as informações da Sejusp-MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), é um produto de baixo custo, preparado em oficinas da fronteira e geralmente entra no Brasil como contrapeso nos carregamentos de drogas ou cigarros.

Na última sexta-feira (3), a PMR (Polícia Militar Rodoviária Estadual) apreendeu um veículo Space Fox, lotado com 883 quilos de maconha e centenas de ‘miguelitos’, na MS-162, região de Maracaju.A suspeita é de que os traficantes, caso estivessem em perseguição, soltassem o material na pista, a fim de danificar os pneus das viaturas, tirando-as temporariamente de circulação. O flagrante colocou as autoridades que atuam na fronteira em alerta. Ninguém foi preso na ação.

A polícia em Mato Grosso do Sul também apreendeu, este ano, diversas cargas de ‘miguelitos’ em apreensões de cigarros e drogas. Houve apreensão do produto em em Rio Brilhante, Bataguassu e Nova Andradina.

Conforme divulgado pela Agência Estado, a produção desse material no país vizinho coincide com a maior ação de facções brasileiras, como o PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho) em território paraguaio. O artefato é usado principalmente em roubos a bancos e ataques a carros fortes. Durante a fuga, os criminosos espalham os pregos retorcidos em ruas e rodovias para dificultar a perseguição. Após penetrar a borracha, os “miguelitos” rasgam os pneus, deixando viaturas da polícia fora de combate.

Jornal Midiamax