Polícia

Agepen promete apurar fuga de presos com escada artesanal em presídio de segurança máxima

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) vai abrir PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar) para investigar a fuga de três presos do presídio de segurança máxima de Campo Grande, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (23).  Washington Fernando Maidana Sobrinho, de 31 anos, e Emerson Júnior Caetano, 35, também tentaram fugir, mas foram captur...

Renan Nucci Publicado em 23/09/2019, às 16h51 - Atualizado em 24/09/2019, às 11h18

Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande (Arquivo, Marcos Ermínio)
Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande (Arquivo, Marcos Ermínio) - Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande (Arquivo, Marcos Ermínio)

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) vai abrir PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar) para investigar a fuga de três presos do presídio de segurança máxima de Campo Grande, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (23)

Washington Fernando Maidana Sobrinho, de 31 anos, e Emerson Júnior Caetano, 35, também tentaram fugir, mas foram capturados e encaminhados para celas disciplinares. A Agepen também informou que a cela que ocupavam será reformada, pois lá foi encontrado um buraco.

Segundo boletim de ocorrência, por volta das 02h50 um agente penitenciário notou que cinco internos estavam escapando entre o Pavilhão 1 e a cozinha da unidade, carregando uma escada artesanal. O servidor acionou o alarme informando a Polícia Militar, que faz a segurança na muralha. A equipe conseguiu localizar Washington perto da rua do bananal e Emerson ainda sobre o muro da unidade.

Hiata Anderson Matheus dos Santos Oliveira, de 24 anos, Sérgio Gonçalves da Rocha, de 45 anos e Ronaldo Batista da Silva, de 41 anos, se esconderam em uma mata sentido saída para Três Lagoas e não foram encontrados. O grupo estava recolhido na cela 113 do Pavilhão 2, na Ala B. No local, os agentes penitenciários encontraram um buraco de aproximadamente 50 centímetros, perto da porta, em posição que dificultava a visão.

Ao todo, 22 presos estava na cela. Eles foram remanejados e a cela foi isolada. Os dois capturados estavam com algumas escoriações, recorrentes da fuga, já que pularam muro com aproximadamente seis metros. A ocorrência foi registrada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e será encaminhada para a 3ª Delegacia de Polícia Civil, que atende a área do Jardim Noroeste, onde fica o presídio.

Jornal Midiamax