Polícia

Adolescente discute com namorado, coloca fogo em residência e acusa mãe de abuso sexual

Uma adolescente de 13 anos, colocou fogo em sua residência após discutir com um rapaz de 25 anos que seria seu namorado, em Sidrolândia, a 70 quilômetros da Capital. Na delegacia a garota, informou que o incêndio foi causado por ciúmes e acusou a mãe de abuso sexual. O corpo de Bombeiros foi acionado para […]

Ana Paula Chuva Publicado em 04/02/2019, às 13h41

(Foto: Sidrolândia News)
(Foto: Sidrolândia News) - (Foto: Sidrolândia News)

Uma adolescente de 13 anos, colocou fogo em sua residência após discutir com um rapaz de 25 anos que seria seu namorado, em Sidrolândia, a 70 quilômetros da Capital. Na delegacia a garota, informou que o incêndio foi causado por ciúmes e acusou a mãe de abuso sexual.

O corpo de Bombeiros foi acionado para conter um incêndio na madrugada de sábado (02), ao chegarem no local, um homem visivelmente embriagado, tentou atrapalhar o serviço da guarnição.

De acordo com o site Sidrolândia News, a PM (Polícia Militar) foi acionada para conter o rapaz, encontrando uma faca em sua cintura. Em seguida, vizinhos informaram que ele afirmou que teria ateado fogo no local.

O rapaz, seria namorado de uma adolescente de 13 anos, que morava na residência. E no momento do incêndio eles estariam juntos na casa.

A mãe da menina, e proprietária da residência, foi avisada do ocorrido, chegando ao local logo em seguida, momento em que uma discussão com a adolescente começou. Os policiais então encaminharam os três envolvidos para a Delegacia de Polícia Civil.

No caminho, a menor confirmou a informação de que seria namorada do rapaz, e que após uma discussão por ciúmes ela acendeu uma boca do fogão e quando se deu conta as chamas ficaram sem controle. Ela e o suposto namorado, saíram para pedir socorro.

Ao chegarem na delegacia, e na presença do Conselho Tutelar, a adolescente contou que teria sido estuprada pelo padrasto, e que sua mãe trazia homens para manterem relações sexuais com ela em troca de dinheiro, fato que aconteceu até seus onze anos.

Ainda segundo as informações, a polícia vai intensificar a investigação do caso registrado como Dano Qualificado e Estupro de Vulnerável.

Jornal Midiamax