Polícia

Acusada de matar cunhado adolescente estrangulado vai a júri popular

Talita Regina de Souza, acusada de matar por estrangulamento o cunhado e Lessandro Valdonado de Souza, 13 anos, no dia 1º de agosto de 2016, no lixão do Jardim Veraneio, em Campo Grande, vai a júri popular nesta quarta-feira (19). O julgamento será realizado às 8h no Fórum Heitor Medeiros, 2ª Vara do Tribunal do […]

Ana Paula Chuva Publicado em 17/06/2019, às 17h30

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação

Talita Regina de Souza, acusada de matar por estrangulamento o cunhado e Lessandro Valdonado de Souza, 13 anos, no dia 1º de agosto de 2016, no lixão do Jardim Veraneio, em Campo Grande, vai a júri popular nesta quarta-feira (19). O julgamento será realizado às 8h no Fórum Heitor Medeiros, 2ª Vara do Tribunal do Júri.

Nos autos, o Ministério Público Estadual descreve que Talita era namorada do irmão de Lessandro e o crime teria acontecido porque o adolescente a teria visto traindo o irmão.

No dia do crime, Luiz Alves Martins Filho, o Nando, conduziu a vítima até o local onde foi estrangulado por Talita com uma corda. Jean Marlon Dias Domingues, terceiro envolvido no homicídio, ajudou a segurar a vítima.

Ainda conforme os autos que, para ocultar o cadáver, os acusados enterraram o corpo de ponta cabeça, na região do Jardim Veraneio, sendo que seus restos mortais foram encontrados somente meses depois, após Nando e Jean indicarem a localização.

No dia 21 de setembro de 2018, Jean foi absolvido do crime de homicídio do Lessandro, mas foi condenado a 1 ano, 1 mês e 10 dias de reclusão, pelo crime de ocultação de cadáver. Por ter outros processos ele não seria colocado em liberdade. Em novembro do mesmo ano, Nando foi condenado a 18 anos de prisão pelo homicídio do adolescente.

Jornal Midiamax