Polícia

Vizinho que matou em briga por R$ 20 é condenado em 2 anos em regime aberto

Fernando Vicente Fernandes de Andrade, 31, acusado de matar José Muniz Barreto, de 48 anos, com 11 facadas na manhã do dia 26 de julho de 2015 foi condenado a 2 anos e 6 meses em regime aberto. O motivo do crime seria pelo fato de José ter vendido uma bicicleta usada para seu vizinho […]

Diego Alves Publicado em 06/06/2018, às 20h08

None

Fernando Vicente Fernandes de Andrade, 31, acusado de matar José Muniz Barreto, de 48 anos, com 11 facadas na manhã do dia 26 de julho de 2015 foi condenado a 2 anos e 6 meses em regime aberto. O motivo do crime seria pelo fato de José ter vendido uma bicicleta usada para seu vizinho por R$ 50, porém, Fernando tinha pagado somente R$ 30.

Na manhã do dia 26 de julho de 2015, autor e vítima discutiram por duas vezes em frente às suas residências por conta da dívida. Na segunda vez, a briga terminou em luta corporal. Durante a briga, Fernando sacou uma faca e atingiu José com três golpes na altura do peito. Fernando, porém, seguiu a vítima, que fugiu após os primeiros golpes, e desferiu as demais facadas que a levaram a óbito no próprio local.

Em depoimento, Fernando disse que a vítima chegou na sua casa no momento em que só estava a mulher e a filha, pois ele havia saído para fazer compras. Quando retornou a esposa dele estava chorando pois, segundo ele, havia sido ameaçada por José por conta da dívida de R$ 20 adquirida pela compra de uma bicicleta.

“Quando eu cheguei minha mulher estava chorando, só pensei na minha esposa e minha filha. Agi para me defender”, alega o réu que efetuou 11 facadas na vítima.

A defesa pediu a absolvição por legítima defesa própria e de terceiro com excesso exculpante sob domínio da violenta emoção. Por maioria de votos declarados, o Conselho de Sentença desclassificou o crime de homicídio doloso para culposo.

Caso

Na manhã do dia 26 de julho de 2015, autor e vítima discutiram por duas vezes em frente às suas residências por conta da dívida de R$ 20. Fernando havia comprado uma bicicleta pela quantia de R$ 50 de José, pagou R$ 30.

José, que era usuário de drogas, seria uma pessoa violenta no bairro, inclusive com histórico de agressão familiar, e queria receber o dinheiro. Autor e vítima discutiram por duas vezes em frente às suas residências por conta da dívida. Na segunda vez, a briga terminou em luta corporal. Durante a briga, Fernando sacou uma faca e atingiu José com três golpes na altura do peito. Fernando, porém, seguiu a vítima, que fugiu após os primeiros golpes, e desferiu as demais facadas que a levaram a óbito no próprio local.

Jornal Midiamax