Polícia

Turistas são presos e multados em R$ 3 mil por transporte ilegal de pescado

Não havia comprovação de origem do pescado

Raiane Carneiro Publicado em 05/05/2018, às 17h33

Foto: PMA/Divulgação
Foto: PMA/Divulgação - Foto: PMA/Divulgação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Costa Rica prendeu dois pescadores por pesca e transporte ilegal de 26 kg de pescado, neste sábado (5), durante uma fiscalização na rodovia MS-315, no entroncamento com a MS-316. Além da prisão, os turistas, que residem em Rio das Pedras (SP), foram multados em um total de R$ 3 mil.

A abordagem aconteceu pela manhã, quando uma camionete Toyota Hilux foi parada pela fiscalização. Dentro do veículo, foram encontrados em uma bolsa térmica 26 kg de pescado das espécies pacu, piraputanga, cachara e barbado, havendo espécime abaixo da medida permitida pela legislação.

Para a PMA, a dupla informou que pescaram na cidade de Rio Branco (MT), mas não havia comprovação da origem do pescado. A cota do pescado em Mato Grosso é de 5 kg e mais um exemplar, o que indica que a quantidade pescada pela dupla estava acima da cota, que é considerado crime ambiental.

Outra infração é a medida do peixe cachara que é a mesma em Mato Grosso do Sul, sendo 80 de centímetros. Foi encontrado com a dupla um exemplar de 76 centímetros. O veículo e o pescado foram apreendidos.

Os homens foram multados em R$ 1.520 cada um e o pescado será doado para instituições filantrópicas. Os dois pescadores foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil de Costa Rica e irão responder por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória, tendo pena prevista de um a três anos de detenção.

Jornal Midiamax