Polícia

Sem revelar para onde, Agepen transfere presos que fizeram protesto na caixa d’água do IPCG

Sem revelar para onde, a Agepen fez a transferência dos três presos que escalaram uma caixa d’água em protesto, na última sexta-feira (13), no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande). Com eles foram transferidos mais 11 detentos, sendo que 13 cumpriam pena por crimes sexuais. De acordo com a assessoria da Agepen o estabelecimento penal […]

Thatiana Melo Publicado em 17/07/2018, às 11h14 - Atualizado às 13h18

None

Sem revelar para onde, a Agepen fez a transferência dos três presos que escalaram uma caixa d’água em protesto, na última sexta-feira (13), no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande). Com eles foram transferidos mais 11 detentos, sendo que 13 cumpriam pena por crimes sexuais.

De acordo com a assessoria da Agepen o estabelecimento penal para onde teriam sido transferidos é mantido em sigilo por segurança. No dia do protesto a informação extraoficial é de seriam levados para Dourados, mas não foi confirmado pela Agepen.

Os presos teriam escapado durante o banho de sol e escalado a caixa d’água em protesto a falta de alimentação, já que diziam estar há 10 dias sem comida, além da interrupção das visitas. A Agepen negou que a alimentação teria sido cortada. Segundo informações da agência três refeições diárias são servidas aos presidiários.

No dia, o Cope (Comado de Operações Penitenciárias) o Bope (Batalhão de Operações Especiais) foram chamados até a unidade prisional para fazer a retirada dos presos do local.

Eles reivindicavam a transferência para presídios do interior, já que não queriam ser levados para Máxima por medo da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Os presos estariam cumprindo pena por crimes sexuais.

Jornal Midiamax