Polícia

Polícia vai investigar como adolescente conseguiu arma de pressão

Mneor será liberado após prestar depoimento 

Clayton Neves Publicado em 17/01/2018, às 20h03

None

Mneor será liberado após prestar depoimento 

A Polícia Civil vai abrir investigação paralela para apurar a origem da arma de pressão usada pelo adolescente de 16 anos, que, na tarde desta quarta-feira (17), feriu um vizinho com disparo de chumbinho, no Bairro Jardim Carioca, em Campo Grande.

De acordo com o delegado Dmitri Erik Palermo da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), onde o caso foi registrado, informações preliminares dão conta de que a arma pertence a um tio do menor de idade. “Investigação será conduzida por outra delegacia para averiguar como a arma chegou até o adolescente, e se realmente pertence ao tio, é preciso saber se houve negligência por parte dele”, explica.

A princípio, o caso será registrado como lesão corporal culposa, quando não há intenção de ferir. O adolescente, que presta depoimento, deve ser liberado ainda nesta quarta-feira depois de os pais assinarem termo de responsabilidade.

O caso

Um jovem de 21 anos ficou gravemente ferido depois de ser atingido na garganta por bala perdida de arma de pressão. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (17), no Bairro Jardim Carioca, em Campo Grande, e o autor, um adolescente de 16 anos, vizinho da vítima, ‘brincava’ com a arma de chumbinho quando no momento em que acertou o jovem.

O Irmão da vítima, de 17 anos, contou que o jovem soltava pipa no quintal de casa quando foi atingido pela bala perdida. “Quando vi meu irmão já estava sangrando e liguei para os bombeiros”, conta.

Vizinhos contaram que o adolescente, que mora nos fundos da casa da vítima, tinha o hábito de empilhar latas de cerveja em cima do muro para atirar nos recipientes com a arma de pressão.Polícia vai investigar como adolescente conseguiu arma de pressão

O menor de idade foi apreendido e encaminhado por equipe da Polícia Militar para a Deaij (Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude). A vítima foi socorrida por viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada para a Santa Casa com a bala de chumbinho alojada no pescoço.

Jornal Midiamax